Você sabia que as abelhas são de fundamental importância para a vida no planeta? Proteja seus estudos entendo como isso pode ser cobrado nos concursos públicos

 

18 de janeiro de 2018

 

As abelhas são insetos voadores aparentados das vespas e formigas pertencentes à ordem Hymenoptera e se dividem em cerca de 20 mil espécies no mundo, sendo a mais conhecida Apis melífera, conhecida como as abelhas do mel ou africanizadas. No Brasil, estima-se a existência de aproximadamente 3.000 espécies diferentes, porem apenas pouco mais de 400 estão registradas (Figura 01).

As abelhas são insetos voadores aparentados das vespas e formigas pertencentes à ordem Hymenoptera

Fonte: Figura 01. https://exame.abril.com.br

Diferente de outros insetos, as adultas e suas larvas e pupas, alimentam-se exclusivamente de recursos florais. Diante disso, para atender sua necessidade alimentar, as abelhas precisam percorrer uma grande variedade de flores, colhendo o pólen (fonte de proteína) e o néctar (para a produção do mel) (Figura 02).

Fonte: Figura 02. http://luznovaconsnciencia.blogspot.com.br

A importância da polinização das abelhas

A polinização consiste na transferência do pólen da parte masculina da flor (antera) para a parte feminina (estigma) (Figura 03)

Fonte: Figura 03. http://www.webbee.org.br

 A polinização representa o processo reprodutivo dos vegetais superiores. É através da dela que ocorre a fecundação e consequentemente, a formação de frutos e sementes que irão originar novas plantas.

Abelhas X polinização

 Os agentes polinizadores podem ser componentes de diversos tipos, podendo ser tanto abióticos quanto bióticos. Entre os componentes os componentes abióticos destacam-se o vento, a chuva e a gravidade. Por outro lado entre os componentes bióticos estão as abelhas, vespas, borboletas, pássaros, pequenos mamíferos e morcegos.

Em cerca de 80% de todas as plantas com flores, os animais (componentes bióticos) são os responsáveis pela polinização. Na grande maioria dos casos, entre os animais polinizadores, nenhum é mais eficiente do que a abelha, uma vez que são mais rápidas, conseguem voar em ziguezague e, após um tempo com a colônia instalada em certo local, conseguem saber qual o melhor horário para coletar pólen (elas observam a flora próxima à colmeia e associam com a intensidade da luz do dia).

A relação entre esses insetos e as flores são importantes nos dois sentidos: ao mesmo tempo que as abelhas se beneficiam visitando as flores e colhendo ali o seu alimento, as flores se beneficiam da visita produzindo melhores frutos. As abelhas sem ferrão são visitantes importantes das copas das árvores. Provavelmente são responsáveis pela preservação da nossa vegetação nativa.

As abelhas e sua importância na manutenção da vida

 Esses insetos são pequenos no tamanho, porém de uma importância imensurável para toda a vida na Terra. Estudos tem revelado que a polinização é essencial para garantir a elevada produtividade e a qualidade dos frutos em diversas culturas agrícolas pelo planeta. De acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), 85% das plantas com flores das matas e florestas e 70% das culturas agrícolas, dependem dos polinizadores. Entretanto, nas últimas décadas, foi registrado um desaparecimento de 50% a 90% das abelhas do nosso planeta. Diversos são os motivos para a uma queda tão assustadora no número destes insetos, como causas naturais e principalmente antrópicas (uso de agrotóxicos).

Este é um cenário preocupante, uma vez que de acordo com Einstein “se as abelhas desaparecerem da face da Terra, a humanidade terá apenas mais quatro anos de existência. Ou seja, sem as abelhas não há polinização, não há reprodução da flora, sem flora não há animais, sem animais, não haverá raça humana.”

Uma vez que aproximadamente dois terços dos alimentos que ingerimos são produzidos com a ajuda da polinização das abelhas, uma das medidas que deveriam ser adotadas para manutenção desses organismos, seria a manutenção de pelo menos uma colmeia pelos apicultores nas suas propriedades, para aumentar a produtividade das culturas tradicionais, como o milho e feijão, garantindo a produção de alimentos que dependem da polinização das abelhas. Este é o reconhecimento de que, sem as abelhas, a segurança alimentar da Humanidade estava ameaçada.

Elaboração: Tatiane Mantovano

Doutoranda em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais
Núcleo de Pesquisas em Limnologia, Ictiologia e Aquicultura – Nupélia
Laboratório de zooplâncton, bloco H90
Universidade Estadual de Maringá
Av. Colombo 5790,zona 7 – CEP: 87020-900 Maringá – PR – Brasil

18 de janeiro de 2018

 

Comente, sugira e participe:

 

Os campos com (*) são obrigatórios e seu email não será publicado