Não deixe de saber quais foram as quatro linguagens acrescentadas no currículo básico com a alteração trazida pela Lei 13.278 de 2016

 

5 de outubro de 2017

 

No dia 02 de maio de 2016, a Lei nº 13.278 alterou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB – Lei 9.394/1996) incluiu música e teatro no currículo básico, incrementando o ensino de dança e altera o termo “artes plásticas” para “artes visuais” no currículo de educação básica.

No dia 02 de maio de 2016, a Lei nº 13.278 alterou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional

 As escolas possuem o prazo de cinco anos, a partir da data da Lei, para se adaptar e realizar a formação de professores capacitados no ensino e em número para implantar nas grades do ensino infantil, fundamental e médio. No Art. 26. do § 6º da Lei nº 13.278 traz: “As artes visuais, a dança, a música e o teatro são as linguagens que constituirão o componente curricular de que trata o § 2º deste artigo.”

O objetivo da Lei não é apenas que o ensino seja feito sobre essas linguagens artísticas no mundo, mas com o principal objetivo de valorizar as expressões regionais, para que se promova maior desenvolvimento cultural de nossos estudantes, desenvolvendo uma maior consciências artística e se deslumbrem cada vez mais com essas belezas locais, e dessa forma entender cada vez melhor o contexto em que se está inserido.

Importância dessas disciplinas trazidas com a Lei 13.278/2016

Ana Mae Barbosa, grande estudiosa e especialista em arte-educação, na época deu uma entrevista para a revista Época, ressaltando a importância dessas linguagens, onde ressalta que “A arte não é babado cultural, não é enfeite para botar em parede”, a arte juntamente com as demais disciplinas do ensino são fundamentais para a formação de emoções e racionalidade de nossas crianças e adolescentes.

Fonte: http://asgar.com.br

Essas atividades não devem ser tratadas como supérfluas ou apenas complementares ao ensino de nossos alunos, mas sim vistas como disciplinas essenciais para o crescimento individual de cada um, pois são meios de muitos terem conhecimento a respeito de movimentos exercidos pelo seu corpo, o ritmo, o equilíbrio, as mais diversas comunicações – verbal, sonora, visual e gestual – e a musicalidade, que muitas vezes é apenas a escutadas através das mídias sociais, mas não se tem conhecimento sobre a música popular brasileira, os grandes musicistas de todas épocas de nossa história.

Dessa forma, espera-se que cada dia mais crie-se essa consciência e possamos nos ajudar na construção dessas linguagens no ensino das nossas escolas.

E os projetos das escolas municipais?

Alguns municípios possuem Projetos que já trabalham com essas linguagens com crianças até 5º ano, porém não se sabe ainda quais serão os rumos dessas atividades e professores. É ainda uma dúvida que fica no ar sobre o que acontecerá, de como na prática isso se aplicará em todas as escolas.

Entramos em contato com uma Diretoria de Ensino e Secretaria de Educação Municipal que falaram que ainda será discutido melhor sobre como serão adaptados nas Diretrizes essas linguagens.

Assim sendo, aguardamos como caminhará essas alterações no decorres desse cinco anos.

Fonte: https://2.bp.blogspot.com

E então? Gostou do nosso post de hoje? Gostaria de acrescentar alguma vivência? Tem algum palpite sobre como acontecerão da melhor forma esse processo de adaptação das escolas?

Compartilhe essa ideia e passe em diante essas importantes informações, pois o descuido pode tirar uma vida.

Deixe aqui seu comentário e mais sugestões que teremos grande prazer em lhe atender.

 Referências
http://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2016/05/03/lei-inclui-artes-visuais-danca-musica-e-teatro-no-curriculo-da-educacao-basica
http://epoca.globo.com/ideias/noticia/2016/05/importancia-do-ensino-das-artes-na-escola.html

Tutor: Renan Costa da Silva

5 de outubro de 2017

 

Comente, sugira e participe:

 

Os campos com (*) são obrigatórios e seu email não será publicado