Você sabia que o “Outubro Rosa” iniciou próximo a Década de 90? Vamos aprofundar um pouco nesse assunto rosa

 

10 de outubro de 2017

 

O movimento conhecido como Outubro Rosa, iniciou próximo a década de 90, em 1985, através de uma parceria entre American Cancer Society, empresas e organizações, com a finalidade de estimular a população no controle do câncer do colo de mama. Esta data é celebrada anualmente, com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama, promover a conscientização sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

O movimento conhecido como Outubro Rosa, iniciou próximo a década de 90, em 1985, através de uma parceria entre American Cancer Society

fonte: http://www.mundodastribos.com

Para Outubro e os outros meses

Algumas recomendações estão fortemente estabelecidas para o rastreamento e redução do diagnóstico do câncer de mama. Entre elas:

– Ressaltar a importância de a mulher conhecer suas mamas e ficar atenta às alterações suspeitas;

– Informar para mulheres de 50 a 69 anos a recomendação na realização de uma mamografia de rastreamento a cada dois anos;

– Mostrar a diferença entre mamografia de rastreamento e diagnóstica;

– Informar que o Sistema Único de Saúde (SUS) garante a oferta gratuita de exame de mamografia para as mulheres brasileiras em todas as faixas etárias.

    

fonte: http://advogado.andremansur.com.br

  De acordo com a Estimativa 2016: Incidência de Câncer no Brasil, serão registrados no País 596 mil novos casos de câncer em 2016. Entre os homens, são esperados 295.200 novos casos, e entre as mulheres, 300.800.

Nas mulheres, os principais serão os cânceres de mama, intestino, colo do útero, pulmão e estômago. Confira a tabela:

fonte: https://www.solemarombrelones.ind.br/blog/area-externa/outubro-rosa-abrace-essa-causa-voce-tambem-179

Fatores de Risco

O câncer de mama não tem uma causa única. Diversos fatores estão relacionados ao aumento do risco de desenvolver a doença, tais como: idade, fatores endócrinos/história reprodutiva, fatores comportamentais/ambientais e fatores genéticos/hereditários.

A idade, assim como em vários outros tipos de câncer, é um dos principais fatores que aumentam o risco de se desenvolver câncer de mama. O acúmulo de exposições ao longo da vida e as próprias alterações biológicas com o envelhecimento aumentam o risco. Mulheres mais velhas, sobretudo a partir dos 50 anos, são mais propensas a desenvolver a doença.

Diagnóstico

O autoexame da ama auxilia no diagnóstico precoce da doença. Por isso é importante que todas as mulheres conheçam e realizem o autoexame.   

Porém, para se descobrir um câncer de mama, precisa realizar o exame clínico (pelo médico) ou por exame de imagens (mamografia, ultrassom ou ressonância).

Prevenção

 Cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis como:

– Praticar atividade física;

– Alimentação saudável;

– Peso corporal adequado;

– Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;

– Amamentar

Câncer de Mama no Homem

No homem o câncer de mama acomete raramente, representa 1% deles e 0,1% do câncer masculino. Independentemente da idade ou sexo, seu tratamento é igual.

“PREVENIR é um ato de AMOR…
com você, com seu corpo e com todos que te amam”
(Priscilla Rodighiero)

fonte: http://site.celgmed.com.br

Lembramos que a leitura é de caráter informativo.

     Referências

    Disponível em: http://www.inca.gov.br/outubro-rosa/outubro-rosa.asp
Disponível em: https://www.hcancerbarretos.com.br/pesquisas/92-paciente/tipos-de-cancer/cancer-de-mama/

Esperamos que tenha gostado e aprendido mais sobre esta Doença Progressiva. Caso tenha gostado ou queira deixar um recado, deixe aqui como sugestão para as demais pessoas.

 Tutor

Antonio Carlos Gelamos

10 de outubro de 2017

 

Comente, sugira e participe:

 

Os campos com (*) são obrigatórios e seu email não será publicado