Raciocínio Lógico – Desmistificando o tema!

 

20 de setembro de 2017

 

Se tratando de uma disciplina abordada na grande maioria dos concursos públicos, Raciocínio Lógico deveria receber uma atenção muito maior por parte dos concurseiros(as). Porém não é isto que tenho observado, pela insegurança por se tratar de uma parte mais exata. Logo, pelo fato que os estudos de Raciocínio Lógico sejam analisados igual Matemática na educação básica, ou seja, algo complicado, repetitivo e que tenha muito, muito e muito trabalho.


Fonte: https://giphy.com/gifs/emoji-thinking-think-xUPGcz2H1TXdCz4suY

É comum a banca, através de uma assertiva, “induzir” os candidatos a cometerem um erro muito grave, que é o posicionamento a respeito de determinado assunto. Para se resolver questões que envolvam Raciocínio Lógico o candidato deve estar preparado para enfrentar as maiores adversidades, exemplo:

Premissa (Verdadeira): Todas as cachorras voam.
Premissa (Verdadeira): Belinha é uma cachorra.
Conclusão: Logo Belinha voa.

Esta conclusão pode parecer louca, pois onde já se viu uma cachorra voar?!?!?
Mas a conclusão é verdadeira, pois não podemos emitir uma opinião, devemos analisar os fatos que precede para poder afirmar.

“não existem estruturas inatas: toda estrutura pressupõe uma construção. Gênese e estrutura são indissociáveis temporalmente, ou seja, estando-se em presença de uma estrutura como ponto de partida e de uma mais complexa como ponto de chegada, entre as duas se situa necessariamente um processo de construção”. (PYAGET,1976)

Raciocínio Lógico

É um processo de estruturação do pensamento de acordo com as normas da lógica que permite chegar a uma determinada conclusão ou resolver um problema. É aquele que se desvincula das relações entre os objetos e procede da própria elaboração do indivíduo. Surge através da coordenação das relações previamente criadas entre os objetos.

Um Raciocínio Lógico requer consciência e capacidade de organização do pensamento. É possível resolver problemas usando o raciocínio lógico. No entanto, ele não pode ser ensinado diretamente, mas pode ser desenvolvido através da resolução de exercícios lógicos que contribuem para a evolução de algumas habilidades mentais.

Raciocínio Lógico Matemático ou Quantitativo
É o raciocínio usado para a resolução de alguns problemas e exercícios matemáticos. Esses exercícios são frequentemente usados no âmbito escolar, através de problemas matriciais, geométricos e aritméticos, para que os alunos desenvolvam determinadas aptidões. Este tipo de raciocínio é bastante usado em áreas como a análise combinatória.

Raciocínio Analítico (crítico) ou Lógica Informal

É a capacidade de raciocinar rapidamente através da percepção. Em concursos exigem bastante senso crítico do candidato e capacidade de interpretação, portanto exigem mecanismos próprios para a resolução das questões. O raciocínio analítico nada mais é que a avaliação de situações através de interpretação lógica de textos.
Muitas questões podem ser resolvidas pela simples intuição. Porém, sem o devido treinamento, mesmo os melhores terão dificuldade em resolvê-las no exíguo tempo disponível nos concursos. Grande parte dos problemas de Raciocínio Lógico, como não poderia deixar de ser, serão do tipo “charada” ou “quebra-cabeças”. Alguns problemas que caem nos concursos exigem muita criatividade, malícia e sorte.
Portanto veremos alguns conceitos sobre lógica e, posteriormente, alguns testes para avaliação do aprendizado. No mais, já servindo como dica, raciocínio lógico deve ser estudado, principalmente, através da prática, ou seja, resolução de testes. Pode, à primeira vista, parecer complexa a disciplina “Raciocínio Lógico”. Entretanto, ela está ao alcance de toda pessoa que memorize as regras e exercite bastante. Portanto, mãos à obra.

Tipos de Raciocínio

Raciocínio verbal – consiste na capacidade de apreensão e estruturação de elementos verbais, culminando na formação de significados e uma ordem e relação entre eles.

Raciocínio espacial – remete para a aptidão para criar e manipular representações mentais visuais. Está relacionada com a capacidade de visualização e de raciocinar em três dimensões.

Raciocínio abstrato – responsável pelo pensamento abstrato e a capacidade para determinar ligações abstratas entre conceitos através de ideias inovadoras.


Fonte: https://giphy.com/gifs/mrw-someone-clothes-iMcxDdtRNiMM0

Vamos exercitar a mente????

(TRT – 20ªREGIÃO – Analista Judiciário – FCC/2016) Marina, Kátia, Carolina e Joana se sentam em uma mesa hexagonal (seis assentos), conforme indica a figura abaixo.


Sabe-se que Carolina se senta imediatamente à direita de Marina e em frente à Kátia; e que Joana não se senta em frente a um lugar vazio. Dessa forma, é correto afirmar que, necessariamente,
(A) Kátia se senta imediatamente ao lado de dois lugares vazios.
(B) Joana se senta imediatamente ao lado de Kátia.
(C) Marina se senta em frente à Kátia.
(D) Carolina se senta imediatamente ao lado de dois lugares vazios.
(E) Carolina está tão distante de Kátia na mesa quanto está de Marina.

Resolução

De acordo com as informações presentes no enunciado temos:

3º e que Joana não se senta em frente a um lugar vazio. (Dos três locais que sobraram, o lado direito e esquerdo [1 e 2] de Kátia e o lado esquerdo [3] de Carolina este último que fica de frente para o lado esquerdo [1] de Kátia). Como Joana não se senta em frente a um lugar vazio ela não poderá se sentar em 1 e 3.
Logo:

EXERCÍCIO

(CODEBA – Técnico Portuário – FGV/2016) As letras da sigla CODEBA foram embaralhadas e a nova sequência dessas mesmas letras possui as seguintes propriedades:
• nenhuma das 6 letras ocupa a sua posição inicial.
• as vogais aparecem juntas, na mesma ordem que estavam: O, E, A.
• a 5ª letra não é D.
• a letra B aparece antes da letra C.
É correto concluir que, na nova sequência,
(A) a 3ª letra é E.
(B) a 5ª letra é A.
(C) a 1ª letra é B.
(D) a 4ª letra é C.
(E) a 6ª letra é D.

Resposta: E
Conseguiram?
-Sim? Parabéns!

-Não? Calma não se desesperem…


Fonte: https://giphy.com/gifs/spongebob-squarepants-sad-OPU6wzx8JrHna

Vamos lá!
Pelo enunciado:
Nenhuma das 6 letras ocupa a sua posição inicial.
A 5ª letra não é D.

As vogais aparecem juntas, na mesma ordem que estavam: O, E, A.
O E A ___ ___ ___ —> Ok.
___ O E A ___ ___ —> O ESTÁ OCUPANDO A MESMA POSIÇÃO, NÃO PODE.
___ ___ O E A ___ —> E ESTÁ OCUPANDO A MESMA POSIÇÃO, NÃO PODE.
___ ___ ___ O E A —> A ESTÁ OCUPANDO A MESMA POSIÇÃO, NÃO PODE.

A letra B aparece antes da letra C.
O E A ___ ___ ___
D não pode ser a 5ª, então na quinta ficará B ou C, então teríamos B C D ou D B C, mas o B ocuparia a mesma posição nos deixando apenas a opção B C D.
Alternativa E.

Que a força esteja com você!

Fonte:http://s2.glbimg.com/DFMqlvcGrWqiKHJrKabQskXSoiY=/620×430/e.glbimg.com/og/ed/f/original/2012/03/15/jedi.jpg

E ai, gostou? Compartilha!!!

Deixe seu comentário e sugestão, queremos saber sua opinião!

Se tiver alguma sugestão de tema para abordarmos, por gentileza mande que nós escreveremos sobre. =)

Um grande abraço e bons estudos!

Tutor Mário Vicente Ferrara

20 de setembro de 2017

 

Comente, sugira e participe:

 

Os campos com (*) são obrigatórios e seu email não será publicado