fbpx

3 MANEIRAS SIMPLES E RÁPIDAS DE SE FAZER UM BACKUP QUE PODEM TE AJUDAR NOS CONCURSOS PÚBLICOS

Você sabe o que é um Backup, pra que serve, por que é importante ter ou como fazer um?
Por Wesley Carçado 24 jul 2017 - 3 min de leitura
3 min

Você sabe o que é um Backup, pra que serve, por que é importante ter ou como fazer um?

Não? Então vamos acabar de vez com essa dúvida.

 

Você sabe o que é um Backup, pra que serve, por que é importante ter ou como fazer um?

fonte: https://www.free-hidrive.com

Todo mundo morre de medo de perder alguma informação muito importante, quando está armazenada em um computador, ou em um PenDrive. Para não correr este risco é recomendado que, a todo custo, a pessoa faça uma cópia destas informações e deixe esta cópia armazenada em algum lugar seguro.

O ato de criar uma cópia segura de alguma informação é chamado de backup (leia bêcap), termo que também é conhecido pela sigla BKP.

fonte: https://www.jnttek.com

Até aí tudo bem, um termo simples com um conceito fácil de se entender. Mas como você pode criar um BKP das suas informações?

De muitas maneiras. Algumas mais simples e outras mais complexas.

Vamos ver 3 maneiras mais comuns

1 – Copie os seus arquivos e cole em um PenDrive ou HD Externo.

Talvez a maneira mais simples de se fazer um BKP é copiando os seus arquivos e colando os mesmos em uma mídia removível, como um PenDrive.

fonte: http://www.infoservs.com.br

O mais importante neste caso é que a mídia removível em questão fique armazenada em local seguro, e de preferência distante da fonte original dos dados, pois em caso de algum acidente que possa danificar o local onde os dados estão, ambas as fontes de dados podem sofrer danos, como em um incêndio por exemplo.

2. Salve seus arquivos em um serviço de armazenamento na nuvem

Um serviço de armazenamento na nuvem é uma das soluções mais recomendadas para se criar um BKP, pois estes serviços já contam com várias ferramentas de segurança que visam fornecer maior tranquilidade ao usuário.

Diversas empresas fornecem serviços onde o usuário pode armazenar seus dados. Alguns exemplos são o Google Drive, Microsoft OneDrive, DropBox e iCloud.

fonte: https://www.cepis.org/index.jsp?p=942&n=963&a=4767

Uma grande vantagem destes serviços é que o usuário pode acessar os arquivos de qualquer lugar do mundo, desde que possua acesso à internet.

O usuário pode enviar os seus arquivos para o armazenamento contratado e a qualquer momento acessá-los, ou em alguns casos, editá-los sem a necessidade de Download.

3. Crie um armazenamento em uma pasta compartilhada na sua rede.

Em alguns casos, pode ser criado também um compartilhamento dentro da própria rede (seja ela pessoal ou empresarial) onde os usuários podem criar cópias dos seus arquivos mais importantes.

fonte: http://tecnologia.culturamix.com

Uma desvantagem neste caso é que normalmente os computadores da rede ficam próximos uns dos outros. Caso aconteça um acidente físico, as chances de todas as fontes de dados serem danificadas são muito grandes.

Backup do Windows

Além destas 3 maneiras práticas de se criar um BKP, temos também o Assistente de Backup e Restauração do Windows. É um programa padrão do sistema operacional da Microsoft, que permite ao usuário criar um BKP e restaurar o mesmo a qualquer momento.

O Assistente de Backup do Windows pode ser acessado através do Painel de Controle, na seção “Sistema e Segurança”.

Ao clicar em configurar Backup, o usuário será levado até uma tela com instruções de como proceder com a criação da cópia de segurança.

Caso já possua um Backup e necessite restaurar o mesmo, ou seja devolver alguma informação perdida ou danificada, o usuário pode escolher a opção “Selecionar outro backup de onde os arquivos serão restaurados”.

Independente da opção escolhida para se criar um BKP é importante sempre analisar as características e também os pontos positivos e negativos. E sempre se lembrar de manter a cópia de segurança criada em um local seguro e, como já foi dito anteriormente, em local afastado da fonte original dos dados.

E caso a utilização dos dados seja constante, é recomendado que o BKP seja feito regularmente, para sempre possuir uma versão atualizada das informações.

E aí, matou aquela dúvida sobre o que era este tal de BKP? Espero que sim.

Agora é só fazer os BKPs e ser feliz.

Caso tenha ficado com alguma dúvida, curiosidade, sugestão ou crítica sobre este tema, deixe seu comentário abaixo para melhorarmos ainda mais esta matéria.

Um abraço e até a próxima!

 

Qual sua dúvida ou comentário sobre esse conteúdo?

Os campos com (*) são obrigatórios e seu email não será publicado

Quer receber notícias sobre Concursos Abertos? Cadastre-se em nossa newsletter


Sobre nós

Somos o Instituto Maximize de Educação, uma empresa especializada na preparação de Apostilas em PDF e Cursos Online para Concursos Públicos e Vestibulares.

Saiba mais