fbpx

Se a acentuação te deixa em dúvidas isso é passado, confira nossas dicas e vá confiante para sua prova

Por Ayeda Sanches 31 maio 2017 - 5 min de leitura
5 min

Muitas vezes surgem dúvidas sobre a forma correta de acentuação das palavras. Este é um item que costuma ser julgado com bastante critério, especialmente nas redações.

 Entenda de uma vez por todas o emprego dos acentos!

Help me

Tonicidade

Num vocábulo de duas ou mais sílabas, há, em geral, uma que se destaca por ser proferida com mais intensidade que as outras: é a sílaba tônica. Nela recai o acento tônico, também chamado acento de intensidade ou prosódico. Exemplos: ca, janela, dico, esmago, colecionador.

Não confunda!

Acento tônico = fato fonético e não deve ser confundido com o acento gráfico (agudo ou circunflexo).

A sílaba tônica nem sempre é acentuada graficamente. Exemplo: cedo, flores, bote, pessoa, senhor, caju, tatus, siri, abacaxis.

De acordo com a posição da sílaba tônica, os vocábulos com mais de uma sílaba classificam-se em:

Oxítonos: quando a sílaba tônica é a última: ca, rapaz, escritor, maracu.

Acentuam-se os vocábulos oxítonos terminados em:

– a, e, o, seguidos ou não de s: xará, serás, pajé, freguês, vovô, avós, etc. Seguem esta regra os infinitivos seguidos de pronome: cortá-los, vendê-los, compô-lo, etc.

– em, ens: ninguém, armazéns, ele contém, tu conténs, ele convém, ele mantém, eles mantêm, ele intervém, eles intervêm, etc.

Paroxítonos: quando a sílaba tônica é a penúltima: mesa, pis, montanha, imensidade.

 Paroxítonas terminadas em ditongo oral crescente e ditongo oral decrescente são acentuadas.

Exemplos – ditongo oral crescente: ânsia(s), rie(s), gua(s).

Exemplos – ditongo oral decrescente: quei(s), iveis, sseis (verbo).

– ditongo crescente, seguido, ou não, de s: sábio, róseo, planície, nódoa, régua, árdua, espontâneo, etc.

– i, is, us, um, uns: táxi, lápis, bônus, álbum, álbuns, jóquei, vôlei, fáceis, etc.

– l, n, r, x, ons, ps: fácil, hífen, dólar, látex, elétrons, fórceps, etc.

– ã, ãs, ão, ãos, guam, guem: ímã, ímãs, órgão, bênçãos, enxáguam, enxáguem, etc.

 Proparoxítonos: quando a sílaba tônica é a antepenúltima: árvore, quimetro, xico.

Os vocábulos proparoxítonos são acentuados na vogal tônica:

– Com acento agudo se a vogal tônica for i, u ou a, e, o abertos: xícara, úmido, queríamos, lágrima, término, déssemos, lógico, binóculo, colocássemos, inúmeros, polígono, etc.

– Com acento circunflexo se a vogal tônica for fechada ou nasal: lâmpada, pêssego, esplêndido, pêndulo, lêssemos, estômago, sôfrego, fôssemos, quilômetro, sonâmbulo etc.

Cachorro

Monossílabos = palavras de uma só sílaba.

Monossílabos tônicos = têm autonomia fonética, sendo proferidos fortemente na frase em que aparecem: é, má, si, dó, nó, eu, tu, nós, ré, pôr, etc.

Monossílabos átonos = não têm autonomia fonética, sendo proferidos fracamente. São palavras vazias de sentido como artigos, pronomes oblíquos, elementos de ligação, preposições, conjunções: o, a, os, as, um, uns, me, te, se, lhe, nos, de, em, e, que.

Acentuação dos Monossílabos

Acentuam-se os monossílabos tônicos: a, e, o, seguidos ou não de s: há, pá, pé, mês, nó, pôs, etc.

Acentuação dos Ditongos

Acentuam-se a vogal dos ditongos abertos éi, éu, ói, quando tônicos.

Segundo as novas regras os ditongos abertos “éi” e “ói” não são mais acentuados em palavras paroxítonas: assembléia, platéia, idéia, colméia, boléia, Coréia, bóia, paranóia, jibóia, apóio, heróico, paranóico, etc. Ficando: Assembleia, plateia, ideia, colmeia, boleia, Coreia, boia, paranoia, jiboia, apoio, heroico, paranoico, etc.

Nos ditongos abertos de palavras oxítonas terminadas em éi, éu e ói e monossílabas o acento continua: herói, constrói, dói, anéis, papéis, troféu, céu, chapéu.

Acentuação dos Hiatos

A razão do acento gráfico é indicar hiato, impedir a ditongação. Compare: caí e cai, doído e doido, fluído e fluido.

– Acentuam-se em regra, o /i/ e o /u/ tônicos em hiato com vogal ou ditongo anterior, formando sílabas sozinhas ou com s: saída (sa-í-da), saúde (sa-ú-de), faísca, caíra, saíra, egoísta, heroína, caí, Xuí, Luís, uísque, balaústre, juízo, país, cafeína, baú, baús, Grajaú, saímos, eletroímã, reúne, construía, proíbem, influí, destruí-lo, instruí-la, etc.

– Não se acentua o /i/ e o /u/ seguidos de nh: rainha, fuinha, moinho, lagoinha, etc; e quando formam sílaba com letra que não seja s: cair (ca-ir), sairmos, saindo, juiz, ainda, diurno, Raul, ruim, cauim, amendoim, saiu, contribuiu, instruiu, etc.

De acordo com as novas regras da Língua Portuguesa não se acentua mais o /i/ e /u/ tônicos formando hiato quando vierem depois de ditongo: baiúca, boiúna, feiúra, feiúme, bocaiúva, etc. Ficaram: baiuca, boiuna, feiura, feiume, bocaiuva, etc.

Os hiatos “ôo” e “êe” não são mais acentuados: enjôo, vôo, perdôo, abençôo, povôo, crêem, dêem, lêem, vêem, relêem. Ficaram: enjoo, voo, perdoo, abençoo, povoo, creem, deem, leem, veem, releem.

Acento Diferencial

Acentuação diferencial

fonte: http://vieladohilario.blogspot.com.br

Emprega-se o acento diferencial como sinal distintivo de vocábulos homógrafos, nos seguintes casos:

– pôr (verbo) – para diferenciar de por (preposição).

– verbo poder (pôde, quando usado no passado)

– é facultativo o uso do acento circunflexo para diferenciar as palavras forma/fôrma. Em alguns casos, o uso do acento deixa a frase mais clara. Exemplo: Qual é a forma da fôrma do bolo?

Emprego do Til

O til sobrepõe-se às letras “a” e “o” para indicar vogal nasal. Pode figurar em sílaba:

– tônica: maçã, cãibra, perdão, barões, põe, etc;

– pretônica: ramãzeira, balõezinhos, grã-fino, cristãmente, etc;

– átona: órfãs, órgãos, bênçãos, etc.

Mais uma coisinha….

 

O Trema (que não é acento gráfico) desapareceu sobre o /u/ em todas as palavras do português: Linguiça, averiguei, delinquente, tranquilo, linguístico. Exceto em palavras de línguas estrangeiras: Günter, Gisele Bündchen, müleriano.

Tirinha trema

fonte: http://www.pribi.com.br

Ficou claro agora?

Não esqueça de curtir e compartilhar!

Qual sua dúvida ou comentário sobre esse conteúdo?

Os campos com (*) são obrigatórios e seu email não será publicado

Comentários
  • ELANO OLIVEIRA MARQUES 19 jul 2019

    Quero saber porque as palavras "JÁ" e "ATÉ" tem a mesma regra das palavras "PÔS" e "TAUBATÉ". É porque não pode seguir também a mesma regra das palavras:CAJÁ-JACARÉ-PÉ-NÃO-IMÃ-PÃO -AVÓ. Me ajudem preciso dessa explicação desde já agradeço.

  • mm
    Maxi Educa 25 jul 2019

    Olá, Elano! Tudo bem? Agradecemos sua visita em nosso blog, esperamos que esteja curtindo o conteúdo! Sobre seu questionamento, segue uma explicação: Até, jacaré, Taubaté – oxítona (última sílaba é a tônica) com vogal tônica terminada em e, por isso leva acento. Cajá – oxítona com vogal tônica terminada em a, por isso leva acento. Já – monossílabo (uma sílaba) tônico (que possui autonomia fonética, pois é proferido fortemente) terminado em a, por isso leva acento. Pé – monossílabo tônico terminado em e, por isso leva acento. Pôs – monossílabo tônico terminado em o, por isso leva acento. Imã – o til só acompanha as vogais a e o e é um sinal gráfico que indica nasalidade. Imã possui duas sílabas e, nesse caso, uma palavra não acentuada, o til indica qual é a sílaba tônica. Mas nem sempre o til indica a sílaba tônica. Em palavras acentuadas, o til indica a sílaba átona. Não, pão – o til indica a nasalidade do ditongo (encontro de duas vogais: ãe, ãi, ão, õe). Esperamos sua visita por aqui mais vezes! Fique à vontade para navegar por nosso conteúdo e aprender muito mais sobre diversos assuntos! Obrigado por deixar seu comentário em nosso post!! Aproveite para nos acompanhar nas redes sociais: Facebook: https://goo.gl/fgnB61 Instagram: https://goo.gl/xe1LmU YouTube: https://goo.gl/REyOiW

Quer receber notícias sobre Concursos Abertos? Cadastre-se em nossa newsletter


    Sobre nós

    Somos o Instituto Maximize de Educação, uma empresa especializada na preparação de Apostilas em PDF e Cursos Online para Concursos Públicos e Vestibulares.

    Saiba mais