Aprenda os principais aspectos da população brasileira e gabarite esse assunto em seu Concurso

Por Angélica Calil 13 maio 2019 - 4 min de leitura
4 min

Nas últimas décadas o Brasil vem passando por significativas mudanças estruturais em sua composição demográfica. Exatamente por isso, o tema “Aspectos da população brasileira” vem sendo constantemente cobrado nas questões de Geografia de diversos concursos e vestibulares.

Aspectos como tendência ao envelhecimento populacional, redução da taxa de fecundidade e aumento da expectativa de vida são transformações que provocam grandes impactos na sociedade e economia brasileira.

Neste nosso post vamos conversar um pouco sobre a estrutura da população brasileira de acordo com a idade e o sexo, a distribuição da população economicamente ativa (PEA) e o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) no Brasil. Então, vamos lá!

 

Nas últimas décadas o Brasil vem passando por significativas mudanças estruturais em sua composição demográfica.

http://falandoaverdade.com/populacao-brasileira-deve-parar-de-crescer-em-2047-diz-ibge/

 

Crescimento Vegetativo da População Brasileira

 

Até a década de 1990, as taxas de fecundidade eram altas, o que contribuía para que a maior parte da população brasileira fosse jovem. Nos últimos anos, a quantidade de filhos por mulher diminuiu de forma expressiva gerando reflexos no crescimento populacional.

Segundo os Indicadores de desenvolvimento sustentável 2017 do IBGE, em 2016 a taxa de fecundidade da mulher brasileira era de 1,7%, inferior aos 2,1% considerados pela ONU como nível de reposição. Essa é a média de filhos por mulher necessária para manter a população estável.

Essa redução do número de filhos por mulher é consequência de uma série de fatores, como urbanização, desenvolvimento de métodos contraceptivos, melhoria de índices de educação, adoção de políticas públicas visando o planejamento familiar, maior ingresso das mulheres no mercado de trabalho, e mudanças nos valores socioculturais, com destaque para a emancipação feminina.

 

https://giphy.com/gifs/lwYxf0qKEjnoI

 

Paralelamente à redução acentuada da natalidade, a esperança de vida ao nascer tem aumentado. Esse aumento se dá em razão da melhoria das condições de vida da população e dos avanços na área da medicina e da saúde pública. Assim, por causa desse movimento paralelo, o Brasil encontra-se em um período de transição demográfica, que se intensificou a partir dos anos 1980.

O número de crianças no total da população brasileira tem diminuído, enquanto o de jovens, adultos e idosos tem aumentado, em consequência da redução da fecundidade e do aumento da esperança de vida. Nas próximas décadas, o número de idosos continuará crescendo, enquanto o de crianças e jovens cairá.

 

https://giphy.com/gifs/punk-rock-dance-kVbWMnGg4xTJ6

 

Essas alterações na composição etária da população indicam que o Brasil ingressou num período especial conhecido como janela ou bônus demográfico.

Ele ocorre quando há predomínio de adultos no conjunto total da população em relação a crianças (0 a 14 anos) e idosos (65 anos ou mais). Isso aumenta o número de pessoas em idade produtiva e diminui a quantidade de dependentes, favorecendo o desenvolvimento econômico.

 

Estrutura da População Brasileira

 

Quanto à distribuição da população brasileira por gênero, o país se enquadra nos padrões mundiais, nascem cerca de 105 homens para cada 100 mulheres. No entanto, a taxa de mortalidade infantil e juvenil masculina é mais elevada, e a expectativa de vida dos homens é mais baixa do que das mulheres.

 

https://br.pinterest.com/pin/510103095288931978/

 

PEA e Distribuição de Renda no Brasil

 

13,9% da população economicamente ativa no Brasil trabalha na agropecuária, embora esse número venha diminuindo em razão da modernização e da mecanização do campo em algumas localidades. Isso porque algumas atividades agrícolas no país também são praticadas de forma tradicional e ainda ocupam significativa mão de obra nas regiões mais pobres.

O setor industrial brasileiro, incluindo a construção civil, absorve 21,6% da PEA, número comparável ao de países desenvolvidos. Após a abertura econômica, iniciada na década de 1990, o parque industrial brasileiro se modernizou e algumas empresas ganharam projeção internacional.

O setor terciário, embora ocupe mais da metade da PEA no Brasil, 64,5%, apresenta os maiores níveis de subemprego, uma vez que muitos dos trabalhadores exercem atividades informais, sem garantia de direitos trabalhistas, além de não contribuírem para a previdência social.

 

https://blogskill.com.br/empregos-precarios-trabalho-informal-desemprego/#.XL733ehKiW8

 

IDH do Brasil

 

Segundo o Relatório de Desenvolvimento Humano 2016, publicado pelo Pnud em 2015, o Brasil possuía um Índice de Desenvolvimento Humano elevado, ocupando a 79ª posição mundial.

 

https://www.humorpolitico.com.br/tag/idh/

 

O país mantém esse nível elevado desde 2005.

Das três variáveis consideradas no cálculo do IDH, que são, educação, renda e longevidade, a que apresentou a maior contribuição para a melhora do índice brasileiro, nas últimas décadas, foi a educação* (Será????).

 

https://giphy.com/gifs/wtf-what-wth-1xVbSX8UzIiMPMZjZP

 

*Importante ressaltar que apesar de ter apresentado o maior avanço nas últimas décadas, o índice de educação brasileiro é o mais baixo dos três, sendo o único que se localiza abaixo de 0,700%, (0,637% em 2010), na faixa de médio desenvolvimento humano. (Aaaaaaaa!!!!).

A renda foi a variável que menos contribuiu nesse período. No item longevidade, que permite avaliar as condições gerais da saúde da população, os avanços também foram bastante significativos.

 

https://br.pinterest.com/pin/410812797235867618/

 

Continue acompanhando nossos posts, curtindo, compartilhando e dando sugestões, inclusive de temas do seu interesse. Sua participação é muito importante para nós.

Abraço e até a próxima!

Qual sua dúvida ou comentário sobre esse conteúdo?

Os campos com (*) são obrigatórios e seu email não será publicado

Quer receber notícias sobre Concursos Abertos? Cadastre-se em nossa newsletter


Sobre nós

Somos o Instituto Maximize de Educação, uma empresa especializada na preparação de Apostilas em PDF e Cursos Online para Concursos Públicos e Vestibulares.

Saiba mais