De um nocaute nos concursos públicos em matéria de Educação Física quando o assunto for LUTAS

Por Tag Team 25 out 2018 - 6 min de leitura
6 min

 Você sabe o que realmente significa o termo LUTAS? Quer dar um NOCAUTE neste assunto?

Você sabe o que realmente significa o termo LUTAS? Quer dar um NOCAUTE neste assunto?

https://salamandrasebria.wordpress.com/2013/09/09/briga-de-anao/

 Vamos lá…

 As lutas fazem parte da cultura corporal do movimento humano. Sempre fizeram parte do homem. Dentro de toda ação de defesa, contra uma fera ou um inimigo, ou de ataque, como a caça ou o combate na guerra, usando o corpo ou armas, está presente a luta, de forma organizada como as modalidades conhecidas, ou instintiva, emanada da necessidade do ser humano em proteger o seu próprio corpo.

Foram adaptadas para serem desenvolvidas na forma de competições sendo viabilizadas para serem praticadas por pessoas alheias aos preceitos filosóficos e aos significados culturais relacionados. A maioria das modalidades dos esportes de luta que conhecemos hoje estão elevadas a um estado esportivo que descaracteriza o próprio conceito de arte marcial.

Entende-se que “luta” é um termo que pode ser empregado de forma geral a todo combate entre dois ou mais indivíduos, dotados estes de treinamento especial para luta ou não.

É provável que a luta tenha surgido nos primórdios da civilização humana, junto com a necessidade do homem de defender-se de inimigos ou animais, ou ainda, de atacar ou caçar com mais eficácia.

O lugar das lutas dentro da Educação Física

  Ao falarmos de lutas como um conteúdo da educação física, alguns podem pensar que se refere a uma das tendências da disciplina: a educação física militarista, que possui como objetivo a obtenção de uma juventude capaz de suportar o combate, a luta e a guerra (Ghiraldelli, 1997).

Esta tendência da educação física teve seu apogeu durante o período nazifascista. A inclusão das lutas na disciplina de educação física não é promover alunos-soldados, nem prepará-los para a guerra. Pretende-se oferecê-las, na escola, com o objetivo de proporcionar diversidade cultural e amplitude de atividades corporais.

A Educação Física passa a ser uma disciplina que vai tratar pedagogicamente de uma área de conhecimento denominada de cultura corporal configurada na forma de temas ou de atividades corporais. Devemos ter consciência que a atividade física das lutas não é nem nociva e nem virtuosa em si, ela transforma-se segundo o contexto.

A luta na universidade, na escola, ou em qualquer outro local, torna-se o que dela a fazemos, e a competição, acrescentaríamos, não é uma imposição deste esporte. Pierre Parlebas (1990), lembra que as lutas em geral são atividades esportivas com uma oposição presente, imediata, e que é o objeto da ação, existe uma situação de enfrentamento codificado com o corpo do oponente.

Desta forma, mais do que lutar contra o outro, a educação física escolar deve ensinar a lutar com o outro, estimulando os alunos a aprenderem através da problematização dos conteúdos e da própria curiosidade dos alunos.

Veja abaixo os tipos mais populares de lutas e seus benefícios

Boxe

Com 1h30 de treino é possível queimar até 900 calorias. Ao utilizar movimentos mais braçais, é ideal para quem quer endurecer os músculos do braço ou, no caso das mulheres, dar adeus ao ‘tchauzinho’.

 No entanto, essa luta ainda dá atenção aos músculos do abdômen, ajudando a definir cintura e barriga. Definitivamente, o boxe é o tipo de exercício pra quem tem aquela vontade de descontar a raiva e o stress num saco de pancadas. Ele melhora o condicionamento físico e incentiva a coragem e a autoconfiança daqueles que praticam.

 Taekwondo

A origem do nome desse esporte já explica algumas coisas: tae (pé) + kwon (mão) + do (espírito). Em geral, a simbologia do nome indica que é uma prática de luta que não envolve armas, como espadas. É focado na defesa pessoal do indivíduo em conjunto com sua mente. Ao contrário do boxe, a atenção vai para as pernas, o que ajuda a definir glúteos, coxas e panturrilhas. Há também movimentos braçais.    Com 1hora de treino, dá pra perder até 600 calorias.

 Kung-fu

http://jessi-aleal.blogspot.com/2016_01_24_archive.html

 Originária da China, essa luta marcial tem como inspiração os movimentos animais. Ele ajuda a desenvolver o controle físico, mental e emocional daqueles que o praticam. Também ensina técnicas de defesa pessoal. Essa luta é ideal se você quer equilibrar mente e corpo, pois ela ajuda a definir os dois! Com uma aula, o gasto calórico pode ser de 850 calorias.

Jiu-jitsu

 O jiu-jitsu, ao contrário do que muita gente pensa, é originário da Índia e foi melhor desenvolvido no Japão. Como outras lutas, é um esporte que vai fazer você suar muito. Com 1h e meia de treino dá pra perder 1000 calorias! O jiu-jitsu trabalha o corpo inteiro, fazendo com que você mexa praticamente todos os músculos.

 Karatê

 Uma das lutas mais conhecidas. Originada no Japão, aqueles que querem praticar karatê devem levar em conta o estilo de vida. É preciso que seus hábitos alimentares e seu período de descanso estejam em sintonia. Caso contrário, você não terá pique para aguentar os treinos. Ele promove o respeito, disciplina, autocontrole e equilíbrio. Dá pra perder 950 calorias!

Capoeira

A conhecidíssima luta brasileira já inspirou pessoas do mundo inteiro. Conhecida pelos movimentos com as pernas, a capoeira envolve música, arte e luta. Não existe tanto contato físico como nas outras lutas, o que não significa que ela não queime calorias. Em uma hora, perdem-se até 750 calorias. É ideal se você quer tonificar os músculos das pernas.

Judô

 Também criado no Japão, o objetivo dessa luta é imobilizar o adversário e impedir seus movimentos. Quem pratica essa luta aprende a cair (literalmente). Trabalha pernas, braços e abdômen, ajudando a definir todos os músculos dessas regiões.    Incentiva também o companheirismo e o respeito. Em 1h e meia de aula, perdem-se até 800 calorias.

Muay Thai

https://www.tumblr.com/search/muay%20thai%20gif

 Uma das lutas mais quentes do momento, e não é por menos. Para os mais experientes, a queima calórica chega até 2 mil calorias por 1h30 de aula!    Proveniente da Tailândia, o muay thai envolve técnicas aeróbicas e trabalha bastante com as articulações. Além de queimar muitas calorias, essa luta também ensina técnicas de defesa pessoal.

 Observação: antes de iniciar qualquer atividade física, faça uma avaliação médica para se certificar de que está tudo em ordem. Procure por centros especializados de luta para que você pratique o esporte sob a fiscalização de alguém que entende do que está falando.

O que achou do nosso post de hoje? Já teve alguma experiência referentes a esse assunto nas aulas de Educação Física?

Deixe-nos o seu comentário e aproveite para curtir e compartilhar essa ideia.

Tag Team: Márcio Emídio e Evandro Tersi

 

REFERÊNCIAS

http://lutasescolar.vilabol.uol.com.br/cap_um.html
http://www.efdeportes.com/efd130/lutas-como-conteudo-das-aulas-de-educacao-fisica.htm 
https://www.donagiraffa.com/2013/07/8
 

Qual sua dúvida ou comentário sobre esse conteúdo?

Os campos com (*) são obrigatórios e seu email não será publicado

Quer receber notícias sobre Concursos Abertos? Cadastre-se em nossa newsletter


Sobre nós

Somos o Instituto Maximize de Educação, uma empresa especializada na preparação de Apostilas em PDF e Cursos Online para Concursos Públicos e Vestibulares.

Saiba mais