A função de Débito e Crédito na visão popular e na visão da contabilidade que pode facilitar seu concurso

Ouvimos muitas vezes no nosso dia-a-dia sobre Débito e Crédito. É no mercado, no nosso serviço, na conversa com amigos ou familiares.
Por Maxi Educa 29 maio 2018 - 4 min de leitura
4 min

Ouvimos muitas vezes no nosso dia a dia sobre Débito e Crédito. É no mercado, no nosso serviço, na conversa com amigos ou familiares.

Mas quando nos deparamos com Débito e Crédito na contabilidade é diferente do que estamos acostumados a ouvir. Para começar vamos aos sentidos das palavras.

DÉBITO

 Ouvimos muitas vezes no nosso dia-a-dia sobre Débito e Crédito. É no mercado, no nosso serviço, na conversa com amigos ou familiares.

Fonte da Imagem: https://www.creditooudebito.com.br/wp-content/uploads/2012/02/o-que-e-debito-automatico.jpg

Segundo o dicionário Michaelis, a palavra vem do latim debitum que significa “quantia que se deve; dívida; dívida moral; entre outras.

Desse modo, quando ouvimos débito no cotidiano sabemos que estamos com alguma dívida a sanar ou algo que foi pago. O exemplo é o débito automático dos bancos, onde o correntista autoriza um desconto mensal em sua conta de um determinado produto ou serviço sem ter de ir pessoalmente pagar esta dívida.

CRÉDITO

Fonte da Imagem: http://jvdr.com.br/wp-content/uploads/2016/07/asd.jpg

Segundo o dicionário Michaelis, a palavra vem do latim creditus que significa “confiança; boa reputação; estima; entre outras.

Desse modo, quando ouvimos crédito no cotidiano sabemos que estamos com uma vantagem, que temos a confiança de alguém para cumprir o combinado. Um exemplo são instituições financeira com propaganda, como “Crédito Fácil” ou “Crédito sem Burocracia”.

Para entender essas duas palavras em contabilidade, vamos deixar de lado o seu significado e pensar em operações.

Fonte da Imagem: http://s3.amazonaws.com/magoo/ABAAABDGgAH-0.jpg

DÉBITO E CRÉDITO EM CONTABILIDADE

 A contabilidade é tão antiga quanto a humanidade. Em 2.000 a.C., o povo da Babilônia já faziam controles dos impostos com uma forma de escrituração, contabilizando assim os negócios efetuados pelo governo de seu país. Dessa época em diante e com o surgimento da moeda como meio universal de troca, foram criadas por diversos estudiosos ferramentas para melhorar o controle das transações.

Sendo assim surgiu a necessidade de sistemas confiáveis de registro de controle e mensuração contábil para comportar todas as operações em modelos únicos de apresentação e formas de cálculos. Foi nesse senário que houve uma revolução no processo de contabilização, surgindo assim pelo estudioso Frei Luca Pacioli o Método das Partidas Dobradas.

Este é considerado por muitos como o pai da contabilidade moderna, pois seu modelo é usado até hoje, onde para cada crédito existe uma contrapartida de débito, ou seja, para cada destinação de recurso a uma origem.

FUNÇÃO E DEFINIÇÃO

Fonte da Imagem: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/

Primeiramente vamos as definições:

Débito na Contabilidade – É uma aplicação de recurso

Crédito na Contabilidade – É a origem de um recurso.

Na contabilidade, como em diversas disciplinas existem regras para facilitar as transações ou executar algumas operações.

Mas ATENÇÃO, para toda regra, existem exceções e em contabilidade não é diferente. Neste blog apresentaremos apenas a regra simples e mais utilizada na maioria dos lançamentos.

 Debitar significa anotar na coluna do Débito de uma conta, para aumentar o seu valor, quando a conta representa um Bem ou um Direito, ou para diminuir seu valor, quando a conta representa uma obrigação.

Creditar significa registrar uma importância na coluna de Crédito de uma conta, para aumentar seu valor quando a conta representa uma obrigação, ou para diminuir seu valor quando a conta representa um Bem ou Direito.

O mesmo procedimento vale para as contas de resultado, onde as Receitas aumentam a Crédito e diminuem a Débito, acontecendo o oposto na Despesa, que aumenta a Débito e diminui a Crédito.

Agora que sabemos um mais sobre Débito e Crédito, vamos para as definições das contas.

Fonte da Imagem: https://annethfaria.files.wordpress.com/2016/03/ativo-passivo-pl.png

Conta é um nome técnico para representar componentes do Patrimônio – Bens, Direitos e Obrigações; e cada elemento de resultado – Receita e Despesa.

As contas patrimoniais são aquelas que representam o Ativo e o Passivo e por meio delas o Patrimônio da empresa, através do Balanço Patrimonial.

Já as contas de resultado são as representadas pelas Receitas e Despesas do período, que são encerradas no final de cada exercício para a apuração do resultado do exercício, este mostrando se houve lucro ou prejuízo que por sua vez será incorporado ao Patrimônio através da conta Prejuízos acumulados, quando o resultado da empresa for negativo, ou Reserva de lucros quando o resultado da empresa for positivo.

Nesse Blog trouxemos um pouco sobre débito e crédito e uma comparação da tradução da palavra no cotidiano e na tradução de sua função na contabilidade.  É a partir daqui que começa a contabilidade, passando para os lançamentos, a escrituração, os relatórios gerenciais e as demonstrações contábeis.

 Gostou? Curta, compartilhe, comente. Aproveite e deixe sugestões

 Tutor: Guilherme Gotardi.

Referências:

http://www.portaldecontabilidade.com.br/tematicas/historia.htm
http://contabeissemsegredos.com/contabilidade-origem-e-historia/
http://socontabilidade.com.br/conteudo/deb_cred.php
http://socontabilidade.com.br/conteudo/contas2.php

 

 

 

 

 

 

Qual sua dúvida ou comentário sobre esse conteúdo?

Os campos com (*) são obrigatórios e seu email não será publicado

Quer receber notícias sobre Concursos Abertos? Cadastre-se em nossa newsletter


Sobre nós

Somos o Instituto Maximize de Educação, uma empresa especializada na preparação de Apostilas em PDF e Cursos Online para Concursos Públicos e Vestibulares.

Saiba mais