fbpx

Descubra o que é e como utilizar a Técnica Pomodoro nos seus estudos!

Por Matheus De Marchi 09 dez 2019 - 6 min de leitura
6 min

Pode desfazer esse olhar desconfiado. A técnica se chama Pomodoro mesmo (tomate)!

Ela é saudável (sem agrotóxicos) e eficiente quando empregada da maneira correta. Se você procura por técnicas e maneiras de melhorar sua gestão de tempo e eficiência nas tarefas – incluindo os estudos – é bem possível que você já tenha ouvido falar dela. Se esse for o caso, sem problemas, vamos refrescar sua memória.

Agora, se você nunca ouviu falar sobre a Técnica Pomodoro, fique conosco! Tenho certeza de que ela pode ser útil na otimização de suas tarefas.

Mas é um tomate mesmo?

Sim! Quando do seu ingresso na universidade, Francesco Cirillo (italianíssimo) sentiu o baque habitual dos calouros. Entre o “dane-se eu vou beber”, “faculdade não é para mim” e a opção correta, ele desenvolveu uma técnica que não apenas o ajudou nos seus estudos, como também nas suas tarefas diárias fora do âmbito educativo.

Funcionou, ele compartilhou e hoje a técnica é conhecida e utilizada mundialmente. (vamos torcer para ser eficiente para você também).

Ah! Sobre o tomate? Pois bem…

A técnica exige que você marque precisamente o tempo entre uma tarefa e outra. Francesco utilizou um timer de cozinha – provavelmente da nona – que tinha à disposição. Vamos lembrar que na década de 1980, apesar de algumas pessoas não acreditarem, não contávamos com smartphones.

Justamente daí veio o nome: tomate à Pomodoro!

Pode desfazer esse olhar desconfiado. A técnica se chama Pomodoro mesmo (tomate)!

< https://www.edeala.com.br/timer-de-cozinha-tomate-mecanico-alarme-60-minutos-400040.html#popup1>

Como funciona a técnica?

< https://giphy.com/gifs/w9m7G5a36Y18BA9xLg>

Ela é bem simples de ser executada e o item mais difícil da lista será a sua própria disciplina. Para começar você precisará de alguma ferramenta que marque o tempo (pode ser o smartphone, relógio de pulso, relógio de parece, relógio de micro-ondas, cronometro, timer, ampulheta…) e um checklist (tanto faz se será um quadro, folha de papel, planilha de Excel… Enfim, aquilo que for mais prático para você).

Nesse checklist você marcará todas as tarefas que você quer/precisa finalizar. Nosso foco são os estudos, mas lembre-se: essa técnica é transferível!

Antes de iniciar, só precisamos esclarecer como funciona a divisão do tempo dentro da técnica:

– Um bloco completo de estudos/tarefas deve durar duas horas, esse bloco chama-se Pomodoro.

– Um Pomodoro é dividido em quatro partes de 30 minutos. Essas partes menores se chamam Pomodori.

Na prática funciona assim: cada item do seu checklist deverá ser executado/estudado em no máximo 25 minutos. Terminado esse tempo você irá parar por 5 minutos para fazer o que quiser/precisar desde que não tenha relação com sua tarefa. Vá tomar um café, ligar para a mãe, ir ao banheiro, dar uma sapeada no Instagram, (…).

Os 25 minutos da sua ação, mais os 5 de descanso formam o Pomodori.

Terminado o primeiro Pomodori (não esqueça do descanso de 5 minutos), vá para o segundo, depois o terceiro e o quarto! Ótimo! Você executou um Pomodoro e será feliz para sempre, terá sucesso e causará inveja em todo o mundo! Simples assim.

Ainda tem tarefas/estudos a cumprir? Sem problemas! Execute um segundo Pomodoro.

* Apenas fique atento ao descanso… Entre um bloco completo e outro, o descanso tem de ser de 30 minutos e não apenas 5. Isso quer dizer que a cada duas horas de estudo, 30 minutos de descanso são sugeridos.

E se não der tempo?

  

< https://giphy.com/gifs/friends-nervous-embarrassed-NERY7uUYtur4Y>

É óbvio que algumas tarefas precisarão de mais de 25 minutos para serem cumpridas. Aquela matéria de Constitucional demanda muito mais tempo, eu sei. Aí é que entra a sua organização.

Não tem problema você dividir uma tarefa extensa em mais de uma parte. Se precisar, utilize três ou os quatro Pomodori nela, a regra importante é que você não utilize mais de 25 minutos.

Mas por que isso?

A ideia é que nesses 25 minutos você foque ao máximo e evite interrupções. Pode parecer pouco, mas normalmente as pessoas não conseguem passar mais de quatro minutos sem se “distrair”. Isso mesmo! A maioria das distrações partem de nós mesmos! Você se lembra de pagar aquela conta, ligar para aquela pessoa, stalkear o (a) ex, comer chocolate (…).

Isso significa que as horas que você passou executando X tarefa, na verdade foram só minutos de verdadeira produtividade. Esses 25 minutos são bastante! Considere doses homeopáticas!

Com “apenas” 25 minutos de dedicação real, você será muito mais eficiente no que se propôs, além de que terá todo o seu dia mais organizado. Os descansos surgem justamente para “aliviar” seu cérebro, afinal foco total também é cansativo.

E isso fica de dica, se um primeiro Pomodoro foi muito cansativo, não encare o segundo logo em seguida. Você precisa ter foco de verdade.

E se eu for interrompido?

  

< https://giphy.com/gifs/funny-fail-kid-3oKIPoAP1wLvewc7QI>

Você já manjou tudo da Técnica Pomodoro, achou um espaço bacana e até desligou o wi-fi do celular para não ser interrompido. Sucesso!??

Às vezes não. =/

Algumas forças estão fora do nosso controle, sabemos. Se o chefe chamar, atende! Se a cremosa ligar, ai se não atender! Filhos, pais, irmãos, doguinhos… Uma série de coisas fogem do nosso controle e podem interromper nossos 25 minutos de foco. Se isso acontecer não tem jeito. Recomece!

É isso mesmo que você leu! O Pomodori tem que ser completo e sem interrupções. Se lhe interromperem 3 vezes, recomece 3 vezes. Esse tipo de situação no início lhe mostrará quando e onde você terá condições e empregar essa técnica.

Os benefícios da Técnica Pomodoro

 

< https://giphy.com/gifs/5VKbvrjxpVJCM>

Essa é uma técnica que dirá muito sobre você (mesmo que acabe descobrindo que ela não serve). Na pior das hipóteses você identificará onde e quanto tempo você consegue se concentrar de verdade.

No mais, ela é uma técnica dinâmica pelo pouco tempo que exige (apesar do esforço).

Você poderá tornar mais eficiente todo o seu tempo diário (focando nos processos trabalho/estudos); O tempo estabelecido ajuda pessoas que sofrem de ansiedade; Reduz interrupções; Aumenta sua concentração; Ajuda a estabelecer pequenos objetivos; Ajuda a auto-organização/planejamento.

E mais e mais (…).

Essa é uma técnica que pode ser aplicada em vários aspectos da sua vida e pode ou não ser útil ao seu caso em particular.

Atividades que exigem inspiração (por exemplo) não são as melhores, já que a inspiração/criatividade não depende apenas de concentração. Não sei se funciona assim com artistas…. Anyway!

Para os estudos ela pode se encaixar muito bem e ainda organizar seu dia para o lazer. Mas como já falei, vai de cada um!

Vocês já conheciam essas técnicas? Conhecem outras que podem ser aplicadas aos estudos? Compartilhem e deixem suas sugestões, podemos falar sobre elas no próximo posto!

Bons estudos e ótima prova!

Qual sua dúvida ou comentário sobre esse conteúdo?

Os campos com (*) são obrigatórios e seu email não será publicado

Quer receber notícias sobre Concursos Abertos? Cadastre-se em nossa newsletter


Sobre nós

Somos o Instituto Maximize de Educação, uma empresa especializada na preparação de Apostilas em PDF e Cursos Online para Concursos Públicos e Vestibulares.

Saiba mais