fbpx

Use com moderação! 06 Dicas de como estudar utilizando o marca texto.

Por Matheus De Marchi 08 jan 2020 - 6 min de leitura
6 min

Se eu estou sugerindo que um adulto utilize marca texto (aquelas canetinhas coloridas) que provocavam briga na escola porque só o Cicraninho tinha X cor diferente dos outros?

Sim, eu estou!

Então você, adulto que tem boletos em excesso e tempo em falta para estudar, vai terminar de ler esse blog, ir à livraria e comprar todas as cores de marca textos que você queria ter na infância e seus pais não lhe davam porque você não era todo mundo.

Dessa forma, essa ação vai lhe proporcionar duas coisas imediatamente: realização, porque todo adulto quer uma desculpa para comprar algo que queria quando criança sem parecer uma criança e, eficiência nos seus hábitos estudantis!

Utilizar marca textos durante os estudos de forma correta pode, portanto, ajudar-lhe a poupar tempo e otimizar seu aprendizado. Isso é uma técnica mais rápida se comparada a resumos ou mapas mentais (por exemplo), mas que deve ser usada de forma correta, um pouquinho diferente de como usávamos quando tínhamos 12 anos de idade… (Em uma fase mais artística, por assim dizer.).

Fique conosco e confira 06 dicas de como utilizar o marca texto para melhorar seus estudos!

Dica #01 Marcado foi, memorizado será!

<https://giphy.com/gifs/yoda-waW6pj0nLMwCY>

A primeira dica vai se relacionar promiscuamente com a dica #03. Entenda uma coisa: você estará utilizando marca textos para poupar tempo quando for rever/estudar o material.

No primeiro contato, quando você destacar o que é importante, tenha certeza de que aquilo é mesmo importante. As cores bonitinhas no seu texto devem chamar a atenção da sua mente para palavras/termos chave que lhe remetam a uma ideia ou conteúdo completo.

Os termos grifados devem, dessa forma, funcionar como um gatilho mental para que você se lembre de mais do que apenas o termo em destaque. 

Vamos pegar o exemplo da Dica #01. Das oito linhas escritas até aqui, eu destaquei apenas o termo gatilho mental. Ao rever o tópico, eu quero me lembrar que “se eu destacar um termo, ele deve funcionar como um gatilho e me levar/lembrar de um conteúdo maior, que nesse caso é a função do marca texto”.

Entendeu? Um termo marcado resumiu oito linhas em uma ideia de menos de uma linha e meia!

Isso poupa tempo e logo, otimiza seu aprendizado.

Dica #02 É colorido, mas não deve ser carnaval

<https://giphy.com/gifs/7MRGYDOyTLt3q>

Você só leu a apresentação do post e já comprou todas essas cores? ¬¬”

Acho que alguma criança ficará feliz com o presente que vai receber então, porque é importante que você NÃO use muitas cores.

Entenda: você não está utilizando marca texto para deixar o material mais bonito, feliz, artístico ou carnavalesco, você está utilizando para destacar itens que lhe precisam receber sua atenção!

Quer dizer que você vai ter que viver de amarelo fluorescente então?

Não.

Você vai viver dele e de mais umas duas ou três cores. E só!

E presta atenção! Essas cores diferentes não devem ser utilizadas ao acaso ou de acordo com o seu humor. Já que você utilizará três ou quatro cores…. (ok, cinco então… chorão/chorona!) utilize-as de forma padronizada.

Utilize, portanto, o amarelo para destacar os conceitos chaves, o verde para a explicação, o vermelho para aquele tópico que você sempre esquece/erra nas provas e o roxo para o que você sabe que sempre é cobrado (…).

Isso é só uma sugestão, o importante é que você entenda que deve utilizar cores diferentes para importâncias diferentes no seu material de estudos.

Dica #03 Tenha critérios

< https://giphy.com/gifs/kDf0eEXhOhlZgdp2dy>

Não estou falando de final de festa. Aliás, posso estar! Final de festa, mais álcool e menos nível de exigência fazem muita gente feliz pelo mundo. É uma prática que deveria ser incentivada para que tutores/blogueiros tenham chance com as pessoas bonitas das baladas. (meu editor pensa que eu vou apagar esse parágrafo).

Em relação aos estudos, isso não é negociável. Tenha critérios! Não marque tudo que parece ser importante.

Como você saberá o que é importante?

Só com o hábito!

Essa prática é difícil mesmo e você só vai aperfeiçoá-la com o tempo, e claro, praticando. Enquanto você não caminha sozinho no sentido de selecionar o conteúdo importante, tente pegar dicas de fora. No último concurso caiu X assunto? Marque-o, portanto! O professor do cursinho/YouTube bateu em X tecla? Marque-a! Encontrou várias questões sobre o mesmo tema em concursos recentes? Marque também!

Com o tempo você naturalmente irá destacar o importante, mas até lá não tem problema pegar uma ajudinha de fora.

Dica #04 “Descanse” a marcação

<https://giphy.com/gifs/chill-fdlcvptCs4qsM>

É bem possível que de primeira você marque muitas coisas não tão importantes. E também é bem possível que você não marque coisas mais importantes. Eu mesmo mudei o destaque das palavras desse texto umas duas vezes. E se eu revesse esse texto mais uma vez, provavelmente mudaria alguma coisa de novo.

Por que?

Porque eu deixei o texto “descansar”!

No ato de marcar, aquela ideia/conceito pode parecer naturalmente importante ou facilmente ligável à ideia que você quer. Depois de se distrair, você verá que não, há um termo melhor, trecho melhor ou definição mais simples em outra parte do texto.

Isso não quer dizer que você precisa perder dias apenas preparando sua marcação de texto, mas remarcá-lo é uma prática normal. É até saudável!

Se você identificou algum ponto melhor, é sinal de que você entendeu melhor o conteúdo.

Por isso lembre-se: a marcação de texto lhe poupará tempo quando você for “rever” a matéria e não no momento dos destaques em si.

Dica #05 Não repita por impulso

<https://giphy.com/gifs/cbs-the-bold-and-beautiful-xUOxeVBuyiLmUv1mfu>

Se nosso tutor de matemática estiver resolvendo um problema de raciocínio lógico com um texto base sobre a logística da Ambev para distribuir cerveja durante o carnaval, ele irá destacar várias vezes termos como cerveja, Brahma, Original, Skol (…). Isso nos indica duas coisas: a primeira é que ele pode ter problemas com álcool. A segunda é que o seu problema pode estar fazendo com que seus impulsos façam ele perder o foco no que é importante.

Logo, preste atenção, principalmente, em materiais extensos para não repetir marcações de termos/ideias. Às vezes você tem afinidade com X matéria ou facilidade com Y conceito… Cuidado!!!

Inconscientemente você terá tendência a marcar algumas ideias que você JÁ sabe. É uma sensação gostosa, bater o olho em algo e ter consciência de que você sabe aquilo (está estudando direito né?).

É aí que mora o perigo!

Nesse sentido, não faça como nosso tutor, ele JÁ conhece perfeitamente tudo o que precisa sobre a Brahma, Original, Skol… Não faz sentido do ponto de vista produtivo você voltar a destacar essas coisas em materiais diferentes.

Não repita marcações, mesmo que em materiais diferentes. Deixe as cores bonitinhas para o que for NOVO.

Dica #06 Adapte-se

<https://giphy.com/gifs/weird-flip-flexible-hRNedvizhkCdO>

Nenhuma das dicas acima serão uteis se você não se adaptar. Vou finalizar, portanto, destacando que utilizar o marca texto é uma técnica de estudos. Leu? É UMA técnica. Existem diversas outras!

Você pode buscar alguma que seja mais eficiente para você ou adaptar esse às suas necessidades. Quer teimar e utilizar 10 cores diferentes? Ohkey…Se funciona para você, use!

Quer destacar parágrafos inteiros e nada de “só termos”? Tudo bem… Destaque!

Use a técnica e a molde de acordo com o que lhe atenda melhor… Não existe nenhuma regra que lhe impede disso.

Você já utiliza o marca texto de uma forma diferente?

Conte para a gente!!!

Bons estudos e ótima prova!

Qual sua dúvida ou comentário sobre esse conteúdo?

Os campos com (*) são obrigatórios e seu email não será publicado

Quer receber notícias sobre Concursos Abertos? Cadastre-se em nossa newsletter


Sobre nós

Somos o Instituto Maximize de Educação, uma empresa especializada na preparação de Apostilas em PDF e Cursos Online para Concursos Públicos e Vestibulares.

Saiba mais