Excel: Aprenda a usar esta incrível ferramenta com pequenas dicas que poderão te ajudar a controlar seus gastos mensais e resoluções de questões em concursos públicos

O Excel, da empresa Microsoft, é um dos programas usados para criar e editar planilhas eletrônicas.
Por Maxi Educa 23 jan 2018 - 6 min de leitura
6 min

Eu adoro usar o Excel! Acho uma ferramenta incrível para criação e edição de planilhas eletrônicas! Como facilita a vida da gente!

Acredita que tem gente que torce o nariz quando eu falo assim? Alguns simplesmente detestam! Não suportam os aplicativos para planilhas eletrônicas. Acham difíceis, chatos!

A intenção desse post é mostrar que são bem menos difíceis do que as pessoas imaginam. Com dicas básicas, você poderá criar uma planilha que o ajudará a controlar seus gastos mensais.

Os editores de planilhas eletrônicas são programas de computador que possibilitam a inserção de dados numéricos, de texto, gráficos, imagens, links e diversos outros recursos. Sua principal função é informatizar tarefas de cálculos e gráficos.

O Excel, da empresa Microsoft, é um dos programas usados para criar e editar planilhas eletrônicas.

Proponho a criação de uma planilha para controle do orçamento mensal de uma pessoa. Com a criação dessa planilha, vamos aprender muito sobre como usar o Excel!

Pronto para começar?

O Excel, da empresa Microsoft, é um dos programas usados para criar e editar planilhas eletrônicas.

Fonte:  https://www.oficinadanet.com.br/imagens/post/18743/excel.jpg

1 – Um pouco de conceitos: pastas, planilhas, colunas, linhas e células

 Bem, abra o aplicativo! Coragem! Ele não morde! A versão que vamos ilustrar, será a 2013, mas o que aprenderemos vale para outras versões também.

Podemos dizer que tudo que se cria nos programas de computador se transforma em arquivos. Esses arquivos são gravados em mídias de armazenamento que podem ser o próprio HD do computador ou outra, como um pendrive, por exemplo.

Por padrão, todo arquivo criado no Excel tem o nome de “Pasta”. Assim que é aberto, em sua barra de Títulos, mostra o nome do arquivo “Pasta1”, por exemplo, e depois o nome do programa. Logicamente, este nome pode ser alterado pelo usuário assim que salvar o arquivo ou quando desejar renomeá-lo.

Nas versões anteriores, cada pasta iniciava com três planilhas: Plan1, Plan2 e Plan3, inicialmente iguais em quantidade de linhas e colunas. Estas planilhas podem ser excluídas, incluídas e renomeadas pelo usuário e cada qual ter seu conteúdo alterado.

Na versão 2013, há apenas a Plan1, mas facilmente é possível inserir e gerenciar planilhas.

Observe nas ilustrações a seguir, a alteração que houve nas planilhas do Excel:

Versão antiga

Versão 2013

Cada planilha representa uma folha de cálculo, composta por linhas, colunas e células.

Veja a imagem a seguir:

As colunas estendem-se na vertical da planilha, em faixas de espaço representado por letras. Assim temos as colunas A, B, C… O local da planilha onde as letras ficam dispostas, chama-se cabeçalho das colunas.

As linhas estendem-se na horizontal da planilha, em faixas de espaço representados por números. Cada número representa uma linha. Temos a linha 1, 2, 3… O local da planilha onde os números ficam dispostos, chama-se cabeçalho das linhas.

As colunas e linhas se cruzam e dão origem às células. Uma célula é o encontro de uma coluna e uma linha. Dessa forma, a sua localização e nome é composta por uma letra e um número. Exemplo: A1, ou seja, coluna A, linha 1.

Só inserimos caracteres (letras, números…) em uma planilha, usando uma célula.

2 – Vamos começar a inserir os nossos gastos!

Clique na célula A1 e comece a digitar nomes para os gastos que costuma ter no mês. Não se preocupe com a ordem dos itens. Podemos organizar depois. No exemplo a seguir, já vou aproveitar para te dar uma dica. Veja que fui digitando os itens com os quais tenho despesas mensais e pressionando a tecla Enter para ficarem dispostos um abaixo do outro. Note que a palavra combustível ficou um pouco maior que o espaço da coluna:

Para ajustar o tamanho da coluna de uma maneira bem prática, pause o mouse na divisão entre as colunas A e B. Seu cursor se transformará em uma seta de duas pontas:

Pressione o botão esquerdo do mouse e, com ele pressionado, arraste para o lado direito. Isso fará com que aumente o tamanho da coluna A. Se desejar diminuir o tamanho da coluna, posicione o mouse na linha de divisão das colunas A e B, como está na figura acima, e com o botão esquerdo pressionado, arraste para sua esquerda.

Outra forma de fazer o ajuste da coluna é posicionar o mouse como vimos anteriormente e clicar duas vezes, com o botão esquerdo, sobre a divisão das colunas.

Continue digitando sua lista. Olhe só como a minha ficou:

Agora, só para satisfazer aqueles que têm mania de colocar tudo em ordem alfabética, vamos usar um recurso de classificação que além de organizar de A até Z, possibilita várias outras formas de classificação.

Para usar esse recurso, selecione os itens de sua lista, procure a guia Página Inicial e clique no botão Classificar e Filtrar. Clique no item Classificar de A a Z:

Pronto! Agora vamos começar a digitar os valores que você irá gastar com esses itens. Digite tudo na coluna B. Após terminar de digitar os valores, selecione a coluna B pausando o mouse sobre ela até que o cursor se transforme em uma setinha como a da figura a seguir. Depois, clique uma vez com o botão esquerdo. Na guia Página Inicial, clique no botão Formato de número de contabilização. Vejam só como o meu arquivo ficou:

3 – Fazendo a soma no Excel

Chegou a hora de somar os gastos mensais!

Clique na célula B17. Sempre que for inserir uma fórmula na célula, inicie digitando nela o sinal de igual “=”. Dessa forma o Excel saberá que o que for digitado será uma fórmula e não apenas letras e números.

Depois do sinal de “=”, digite a palavra soma. Essa palavra, precedida do sinal de “=”, soma todos os números do intervalo que você irá selecionar. Veja que bonitinho! O Excel explica isso para nós:

 

Abrindo um parênteses depois do que fizemos, olha só o que acontece! São passados os parâmetros que temos que seguir para concluir a função “soma”:

Basta selecionar todos os números que desejamos que façam parte dessa soma:

Observe como ficou a fórmula: =soma(B1:B16).

Pressionando o Enter, o resultado será mostrado para você.

4 – Vendo quanto vai sobrar ou faltar no mês

Para inserir linha: clique com o botão direito do mouse sobre a primeira linha. Com o botão esquerdo, clique em Inserir, marque a opção Linha Inteira e clique em OK:

Deixe sua planilha parecida com a minha, mas com os valores que você for trabalhar. Eu só inseri um cabeçalho, nas células A1 e B1; Total gasto, na célula A18; Quanto ganho, na célula A19 e o valor, em B19; Falta ou sobra, na A20.

Clique na célula B20. Nela digite a fórmula que irá subtrair o valor que você ganha do total de seus gastos. Digite o sinal de “=” (igual), clique em B19, pois ele contém o valor que você recebe e depois digite o sinal de “-“ (menos) e clique no valor que você gastou. No meu caso: =B19-B18. Quando pressionar Enter, saberá o resultado!

Gostou da matéria? Faça sua planilha de controle mensal de gastos e continue de olho em nossos posts! Nos próximos iremos aperfeiçoar muito mais essa planilha!

Elaborado por: Alessandra Alves Barea

Qual sua dúvida ou comentário sobre esse conteúdo?

Os campos com (*) são obrigatórios e seu email não será publicado

Quer receber notícias sobre Concursos Abertos? Cadastre-se em nossa newsletter


Sobre nós

Somos o Instituto Maximize de Educação, uma empresa especializada na preparação de Apostilas em PDF e Cursos Online para Concursos Públicos e Vestibulares.

Saiba mais