Seja um mago dos concursos sabendo quais são as substâncias produzidas na Indústria Química

Por Fernando Massarotti 05 out 2018 - 7 min de leitura
7 min

E ai seus fragmentos de estrelas, tudo bem? O tema de indústria química não é complexo, mas mesmo assim não deixa de ser um importante conteúdo para todos os concurseiros que vão prestar concurso na área. Então sem mais delongas vamos aprender um pouco sobre esse assunto.

E ai seus fragmentos de estrelas, tudo bem? O tema de indústria química não é complexo, mas mesmo assim não deixa de ser um importante conteúdo para todos os concurseiros que vão prestar concurso na área.

Não exatamente esse tipo de indústria que eu quis dizer…

Esse sim representa bem (ninguém compete com cachorros cientistas, sejamos sinceros)

Indústria Química

Todas as inovações tecnológicas que ocorrem ao redor do mundo estão relacionadas de alguma forma com a indústria química. Ela fabrica uma variedade imensa de produtos e matérias-primas que são utilizados para converter substâncias primárias em uma infinidade de outros compostos e produtos que serão usados no dia a dia das industrias e pessoas.
Esses produtos estão relacionado a todas as áreas que conhecemos, desde a fabricação de roupas, utensílios, alimentos até o tratamento de água e obtenção de combustíveis.
Conhecimentos fundamentais de química são essenciais para garantir que as reações que acontecem na formação desses diversos produtos, atingem o ponto de equilibro e estão com um bom rendimento. Mas neste blog não discutiremos como fazer esses cálculos e nem mostraremos os equipamentos que também são utilizados para ajudar os diversos profissionais da área.
Então focando nas substâncias produzidas pelas indústrias químicas, vamos abordar algumas das mais comuns e mais importantes.

Hidrogênio (H2)

A principal fonte de obtenção do Hidrogênio (no planeta Terra) é a água, como sabemos sua molécula é composta por dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio (a famosa fórmula H2O). Muito comum também nos hidrocarbonetos, ou seja tanto em seres vivos como em combustíveis fósseis e o gás natural.
Podemos obter o hidrogênio de algumas maneiras, as mais comuns são:
-Eletrólise da água
-Reação de hidrocarbonetos com vapor de água
-Ataque a metais com hidróxido de sódio, potássio
-Ataque a metais (Zn e Al) com ácido sulfúrico ou clorídrico

O Uso do hidrogênio é bem abrangente dentro da ciência, pode ser usado como:
– Produção de ácido clorídrico.
– Combustível para foguetes.
– Redução de minerais metálicos.
– O hidrogênio líquido apresenta aplicações em criogenia e supercondutividade.
– Devido a sua leveza era usado como gás de enchimento de balões e dirigíveis; após o desastre do dirigível Hindenburg abandonou-se seu uso devido sua grande inflamabilidade.
– O trítio é produzido nas reações nucleares e é empregado na construção de bombas de hidrogênio. Também se utiliza como fonte de radiação em pinturas luminosas e como marcador nas ciências biológicas.
– O deutério possui aplicações nucleares como moderador, como constituinte da água pesada.

Oxigênio(O2)

O oxigênio é o elemento mais abundante da crosta, dos oceanos, e o segundo mais abundante na atmosfera (ou seja ele ta em todo lugar). Nos planetas exteriores mais afastados do Sol e em cometas se encontra água congelada e outros compostos de oxigênio. Como em Marte, que há dióxido de carbono congelado. Ele geralmente é obtido pelo fracionamento do ar atmosférico (aquela famosa condensação fracionada).
A principal utilização do oxigênio é como oxidante devido a sua elevada eletronegatividade, superada somente pela a do flúor. A reação natural do oxigênio com alguma substância é a combustão, o fogo em si é considerada um reação de oxidação. Devemos lembrar da pirâmide do fogo que o oxigênio não é combustível mas sim comburente. Nos motores dos foguetes, é utilizado o oxigênio liquido como comburente. Ele é muito utilizado em algumas atividades e esportes, como mergulho, ou para escaladores de montanhas bem altas.

Nitrogênio (N2)

O elemento que compõe a maior parte da nossa atmosfera (um pouco mais que quase uns 80%)Esse é um gás que torna-se liquido a -195°C, e fica muito parecido com a água (no caso se ela estivesse gelada, tipo muito gelada, muito gelada mesmo). Ele é obtido do mesmo jeito que o oxigênio, são separados um do outro pela diferença da temperatura de ebulição.
Sua utilização é um tanto abrangente também. Na forma gasosa, é utilizado no interior de lâmpadas incandescentes e, na forma líquida, é utilizado na conservação de alimentos.
A mais importante aplicação comercial do nitrogênio é na obtenção da amônia pelo processo Haber. A amônia é usada, posteriormente, para a fabricação de fertilizantes e ácido nítrico. O nitrogênio também é usado, devido a sua baixa reatividade, como atmosfera inerte em tanques de armazenamento de líquidos explosivos, durante a fabricação de componentes eletrônicos (transistores, diodos, circuitos integrados, etc.) e na fabricação do aço inoxidável.
O nitrogênio líquido, obtido pela destilação do ar líquido, é usado em criogenia, para o congelamento e transporte de alimentos, conservação de corpos, células reprodutivas (sêmen e óvulos) e outros tipos de amostras biológicas.
Os compostos orgânicos de nitrogênio como a nitroglicerina e o Trinitrotolueno (TNT) são muito explosivos.

Cloro(Cl)

Comumente encontrado ligado a outros elementos, na forma de sais e minerais, mas principalmente na forma do famoso sal de cozinha (NaCl). É praticamente impossível encontra-lo sem estar combinado com outros elementos, devido a sua alta reatividade.
Ele é principalmente obtido por um processo chamado de eletrólise (principalmente do NaCl), os mais usados são:
-Eletrólise com célula de amálgama de mercúrio.
-Eletrólise com célula de diafragma.
-Eletrólise com célula de membrana.

Na temperatura ambiente ele é encontrado na forma de gás em forma biatômica Cl2 (Do mesmo jeito que o H2 e o N2). É considerado tóxico, de odor irritante e tem uma cor meio que verde ou um amarelo mostarda mais escuro.
Seu principal uso é no tratamento de água, na produção de papel e em vários produtos de limpeza (tipo a água sanitária).

(Esse manja das Indústria Química, sqn)

Hidróxido de sódio (NaOH)

 Essa é a famosa Soda Cáustica, muito conhecida pelo seu poder de limpeza (pois é altamente corrosiva) e também para fazer sabão (lembra aquela receita da vovó?). Ela também é tóxica e muito solúvel em água, quando misturada com água ela libera calor caracterizando como reação exotérmica (esquenta mesmo).

O Hidróxido de sódio não é encontrado na natureza, ele é obtida principalmente pela eletrólise da salmoura (NaCl, na mesma reação que se obtém o cloro).

Além do seu amplo uso doméstico, também é muito usado na indústria na purificação de petróleo e óleos vegetais.

Ácido clorídrico (HCl)

 O ácido clorídrico é muito usado na limpeza e galvanização de metais, no curtimento de couros, na obtenção de vários produtos, como na produção de tintas, de corantes, na formação de haletos orgânicos, é usado também na hidrólise de amidos e proteínas pelas indústrias alimentícias e na extração do petróleo, dissolvendo as rochas e facilitando o seu fluxo até a superfície.

Ele pode ser encontrado também em nosso próprio organismo, estando presente no suco gástrico do estômago, cuja ação é ajudar na digestão dos alimentos.  Ele é secretado pelo estômago num volume aproximado de 100 mL. Algumas pessoas sofrem de refluxo gastresofágico, que é o retorno do conteúdo do ácido clorídrico do estômago, como mostrado abaixo. Ele provoca queimação, rouquidão e dor torácica.

Na sua forma impura, o ácido clorídrico é chamado de ácido muriático e é usado para a limpeza de pisos, azulejos, paredes de pedras e superfícies metálicas antes do processo de soldagem. Visto que o ácido muriático apresenta vapores tóxicos e irritantes quando aquecidos, é preciso que a pessoa que for manuseá-lo o faça com bastante cuidado, usando máscara de respiração, luvas e óculos de proteção. Não deve ser utilizado perto de rios e lagos, pois é prejudicial à vida aquática. Concentrações elevadas diminuem o pH do meio, sendo prejudicial também às bactérias oxidantes por inibir a demanda de oxigênio.

E ai pessoas? O que acharam desse lindo blog sobre Indústria Química? Deixe suas opiniões nos comentários, juntamente com sugestões, críticas, dúvidas e um grande abraço.

Ai já aproveita e da aquele Like, e pode compartilhar sem medo que eu deixo.

Tchau galera!!!

Tutor: Fernando Massarotti

Qual sua dúvida ou comentário sobre esse conteúdo?

Os campos com (*) são obrigatórios e seu email não será publicado

Quer receber notícias sobre Concursos Abertos? Cadastre-se em nossa newsletter


Sobre nós

Somos o Instituto Maximize de Educação, uma empresa especializada na preparação de Apostilas em PDF e Cursos Online para Concursos Públicos e Vestibulares.

Saiba mais