fbpx

Informatiquês: entenda o significado dos termos mais utilizados no mundo da informática

Por Carlos Alexandre Quiqueto 26 out 2016 - 8 min de leitura
8 min

A Informática provocou uma verdadeira revolução em muitos campos, sendo o informatiquês, a moda do nosso vocabulário.

informatiques

Podemos considerar que o informatiquês seja nosso dicionário da informática, pois nos dias atuais, fica difícil conhecer todas as palavras que estão surgindo.

É inevitável tentar impedir o fluxo migratório entre idiomas. A informática incorporou à nossa língua diversas palavras e termos, além de criar novos “verbos” aportuguesados advindos da língua inglesa. Neste artigo, criaremos uma espécie de dicionário da informática (informatiquês), citando as principais palavras e como algumas estão incorporadas ao nosso idioma.

O mouse, por exemplo, não foi traduzido para rato, para descrever o periférico indicador (em inglês pointing device) que serve para deslocar um cursor na tela, permitindo selecionar, mover, manipular objetos graças a botões.

A própria palavra é derivada do francês informatique, vocábulo criado por Philippe Dreyfus, em 1962, a partir do radical do verbo francês informer, por analogia com mathématique, électronique, etc.

Em português, podemos considerar a união das palavras informação + automática, ou seja, a informação sendo processada de forma automática.

Existem ainda pontos de vista que consideram “informática” união dos conceitos “informação” e “matemática”.

Iremos continuar nosso glossário pelas unidades de medida, são termos muito recorrentes no nosso dia a dia, mas nem todos sabem o que significa cada um deles.

 

BITS E BYTES  

 

bites-e-bytes

 

 

Os computadores interpretam impulsos elétricos, que recebem o nome de bit (binary digit), cujo conjunto de 8 deles reunidos formam um byte. Estes impulsos podem ser positivos ou negativos, representados por 0 e 1.

Sendo o bit representado por dois tipos de valores e o byte representando 8 bits, dois (bit) elevado a 8 (byte) = 256 números binários, número suficiente para que possamos lidar com a máquina. 

Os bytes representam letras, acentos, caracteres, comandos enviados por dispositivos de entrada de dados, instruções, etc.

A tabela ASCII, acrônimo de American Standard Code for Information Interchange (Código Americano Padrão para o Intercâmbio de Informações) abrange um conjunto de valores que representam caracteres e códigos de controle armazenados ou utilizados em computadores.

No que se refere aos bits e bytes, tem-se as seguintes medidas:

1 Byte = 8 bits

1 kilobyte (KB ou Kbytes) = 1024 bytes

1 megabyte (MB ou Mbytes) = 1024 kilobytes

1 gigabyte (GB ou Gbytes) = 1024 megabytes

1 terabyte (TB ou Tbytes) = 1024 gigabytes

1 petabyte (PB ou Pbytes) = 1024 terabytes

1 exabyte (EB ou Ebytes) = 1024 petabytes

1 zettabyte (ZB ou Zbytes) = 1024 exabytes

1 yottabyte (YB ou Ybytes) = 1024 zettabytes

É também por meio dos bytes que se determina o comprimento da palavra de um computador, ou seja, a quantidade de bits que o dispositivo utiliza na composição das instruções internas, como por exemplo:

O comprimento da palavra em um computador é determinado por meio dos bytes ou seja, quantos bits são utilizados na composição das instruções internas

8 bits => palavra de 1 byte

16 bits => palavra de 2 bytes

32 bits => palavra de 4 bytes

Quando é feita entre dispositivos, a transmissão de dados geralmente usa medições relacionadas a bits e não a bytes, também existindo os seguintes termos:

1 kilobit (Kb ou Kbit) = 1024 bits

1 megabit (Mb ou Mbit) = 1024 Kilobits

1 gigabit (Gb ou Gbit) = 1024 Megabits

1 terabit (Tb ou Tbit) = 1024 Gigabits

Obs.: quando a medição é baseada em bytes, a letra ‘b’ da sigla é maiúscula (GB, MB). Quando a medição é feita em bits, o ‘b’ da sigla fica em minúsculo (Gb, Mb).

Em relação a transmissões, a medição mais comum é dada em bits por segundo (Kb/s, Mb/s)

1 Kb/s = 1 kilobit por segundo

1 Mb/s = 1 megabit por segundo

1 Gb/s = 1 gigabit por segundo

Também é comum o uso de Kbps, Mbps ou Gbps para expressar a quantidade de bits transferidos, com a terminação “ps” se referindo a “per second (por segundo)”. No entanto, “ps” é uma sigla para picossegundo, de acordo com o Sistema Internacional de Unidades, assim, o uso de “/s” é mais adequado para expressar bits transferidos por segundo.

 

HARDWARE

 

hardware

 

Hardware: abrange a parte física, ou seja, todos os componentes presentes em um computador, sejam eles internos (placas, drives) ou externos (periféricos).

Podemos citar como exemplos a CPU (Central Process Unit – Unidade Central de Processamento) ou processador, também conhecido como cérebro do computador, Memória, Disco rígido ou HD, etc

Periféricos: São os dispositivos que permitem que o usuário interaja com o computador. Os dispositivos de entrada permitem que o usuário “entre com algum tipo de informação”, enquanto os dispositivos de saída retornam com informações solicitadas pelo usuário e pelos programas, já os dispositivos conhecidos como “híbridos”, desempenham simultaneamente as funções de entrada e saída de dados.

 

SOFTWARE

 

 

 

software

 

Software: é a parte abstrata do sistema computacional que funciona num hardware a partir de instruções codificadas numa linguagem de programação. São os programas.

Sistema Operacional: é um programa que gerencia o armazenamento e recuperação das informações no computador. Os programas como o Word, o Excel, o Internet Explorer, etc. só podem rodar sobre um sistema operacional, ou seja, sobre uma plataforma.

As plataformas mais famosas são o Windows, MacOS (de Operational System, o sistema dos computadores Macintosh), o DOS e o Linux.

Formato ou extensão: é o modo como uma informação foi estruturada pelo computador. Existem formatos só para textos, como o formato txt e o doc (utilizado no Word, por exemplo); formatos só para imagens (como o jpg, o gif, o tif), para músicas (MP3, FLAC, WAV e AAC), para vídeos (MP4, AVI, MKV e MPEG), etc.

Compactador: são softwares capazes de compactar e descompactar arquivos. Estes programas são úteis para diminuir o tamanho de arquivos e organizar vários itens dentro de apenas um arquivo. Otimizam o tempo de transferência do mesmo na internet e o espaço ocupado na memória da máquina. Podemos citar como exemplos o Winrar, Winzip e 7z.

Suíte de escritórios: conjunto de programas destinado às tarefas de escritório, capaz de auxiliar empresas a executar muitas de suas atividades básicas.  Temos como exemplo os pacotes MS Office e o LibreOffice, onde encontramos:

suite-de-escritorios

PDF: Portable Document Format (PDF) é um formato de arquivo usado para exibir e compartilhar documentos de maneira compatível, independentemente de software, hardware ou sistema operacional.

Temos como exemplo de leitor de pdfs o Adobe Reader e o Foxit Reader.

 

Redes e Internet x informatiquês

 

 

 

 

redes-e-internet

 

Na internet encontramos vários termos diferentes e que são os mais utilizados em nosso dia a dia, trazendo uma familiaridade com o informatiquês.

Redes de computadores: consistem na integração de computadores, um conjunto de computadores, ligados por um sistema de comunicação, para permitir a troca de informações e o compartilhamento de recursos dos mais diversos fins.

Um protocolo é um código inventado para que os computadores “conversem” entre si. O protocolo que permite que as informações viajem pela Internet até a sua máquina é o TCP/IP (do inglês Transfer Control Protocol/Internet Protocol).

Na verdade, eles são dois tipos de protocolo que trabalham juntos. O TCP divide a informação em pacotes e as remonta quando elas chegam ao seu destino. O IP é responsável pelo caminho que essas informações devem seguir.

 

Internet: é uma rede mundial de computadores, que interliga milhões de computadores em todo o mundo.

Download é copiar um arquivo disponível na internet e guardá-lo na sua máquina, seja ele de texto, imagem ou som. Dependendo do tamanho do arquivo e da sua conexão à Internet, esse processo pode demorar muito, ou ser bem rapidinho.

Upload: ação de enviar dados de um computador local para um computador ou servidor remoto. O oposto de Download.

Vírus: nada mais são do que pequenos programas desenvolvidos com o objetivo de causar algum dano ao usuário do computador.

Antivírus e Antispyware: São uma espécie de vacina contra os vírus, impedindo sua infecção e disseminação, além de eliminar os já existentes.

Browsers ou Navegadores: programa que habilita seus usuários a interagirem com documentos HTML hospedados em um servidor Web.

Exemplos:

navegadores

Plugin é um programa instalado no navegador que permite a utilização de recursos não presentes na linguagem HTML, na qual são criadas as páginas.

Podemos citar como exemplos:

– Flash Player: visualizador de programas escritos em flash (como banners animados, jogos ou os vídeos do YouTube).

– Java permite executar aplicações Java muito usadas pelos sites de bancos para criar teclados virtuais e por outros sites para fazer sistemas de notícias.

E-Mail ou Correio eletrônico: permitindo a um remetente enviar uma mensagem eletronicamente a um ou vários destinatários.

Exemplo

email

Blog: páginas pessoais, ou sites sem fim lucrativos, dedicados a trazer informações sobre um determinado tema.

Chat: uma das principais formas de comunicação à distância, pode traduzir como “bate-papo” (conversa).

Redes Sociais: aplicação da web cuja finalidade é relacionar as pessoas, tanto de forma pessoal (Facebook), quanto profissional (LinkedIn). 

 

Aportuguesamento de termos provindos do inglês (o informatiquês propriamente dito)

 

 

tabela-de-informatiques

 

Claro que os termos são inúmeros os termos encontrados em nosso dicionário (informatiquês) mas procuramos focar no que mais o candidato a um cargo público irá se deparar na hora de estudar. Veremos mais a fundo, em nossos próximos posts de informática, cada um destes itens, a começar pelo nosso próximo artigo, focado em Hardware e o que cada peça representa em um sistema computacional completo.

 Se você não encontrar algum termo do informatiquês que deseja conhecer, escreva e conte pra gente!

Qual sua dúvida ou comentário sobre esse conteúdo?

Os campos com (*) são obrigatórios e seu email não será publicado

Comentários
  • Mariana 25 ago 2019

    Olá Gostei das dicas, como posso ter acesso a outras?

  • mm
    Maxi Educa 26 ago 2019

    Oi Mariana, tudo bem? Ficamos bem contentes que tenha gostado do conteúdo. Você pode dar uma conferida no nosso site (www.maxieduca.com.br), garanto que você vai achar o máximo. Lá tem bastante conteúdo e é sempre atualizado. Navegue pelas guias de apostilas, cursos e não se esqueça também do “Monte seu Curso”, que é o lugar onde você pode escolher matérias específicas para aprender. Um grande abraço e muito obrigado por seu comentário! Aproveite para nos acompanhar nas redes sociais: Facebook: https://goo.gl/fgnB61 Instagram: https://goo.gl/xe1LmU YouTube: https://goo.gl/REyOiW

  • João Manuel 01 mar 2020

    Estive procurando a tradução de recetar e não encontrei, ou não faz parte do informatiquês ? O resto gostei muito !

  • mm
    Maxi Educa 10 mar 2020

    Olá! Na informática, existe o termo resetar, que significa ação ou ato de apagar (desfazer) opções escolhidas ou configuradas, normalmente utilizada para desfazer configurações em um computador ou software. Um grande abraço e muito obrigado por seu comentário! Aproveite para nos acompanhar nas redes sociais: Facebook: https://goo.gl/fgnB61 Instagram: https://goo.gl/xe1LmU YouTube: https://goo.gl/REyOiW

Quer receber notícias sobre Concursos Abertos? Cadastre-se em nossa newsletter


Sobre nós

Somos o Instituto Maximize de Educação, uma empresa especializada na preparação de Apostilas em PDF e Cursos Online para Concursos Públicos e Vestibulares.

Saiba mais