Entenda melhor a Junção Escamocolunar (JEC) na coleta do material citopatológico

Por Ana Paula Fernandes 10 abr 2019 - 4 min de leitura
4 min

Conhecer a localização da JEC nas diversas fases da mulher é de grande importância para uma coleta bem-sucedida do material citopatológico, pois pode variar tal localização em relação ao orifício cervical externo, dependendo de fatores como idade, estímulo hormonal, uso de anticoncepcionais hormonais e gestação.

A JEC original é observada no nascimento e está́ localizada na junção entre o orifício cervical externo e o epitélio cilíndrico endocervical. Na puberdade, com o crescimento do colo uterino, o canal cervical sofre um alargamento, fazendo com que ocorra a eversão do epitélio endocervical, dando origem ao epitélio ectópico, que se torna mais pronunciado durante a gestação.

A exposição desse epitélio ectópico ao meio ácido vaginal leva à substituição por epitélio escamoso do tipo metaplásico. O encontro entre esse novo epitélio metaplásico e o epitélio cilíndrico endocervical ocorre novamente no orifício cervical externo e a JEC passa a ser denominada funcional. Portanto, a região que se estende entre a JEC original e a funcional denomina-se zona de transformação. Esse espaço é revestido por epitélio escamoso metaplásico, produtor de glicogênio que se forma a partir da proliferação das células de reserva.

 

A JEC original é observada no nascimento e está́ localizada na junção entre o orifício cervical externo e o epitélio cilíndrico endocervical.

http://vencerocancer.com.br/wp-content/uploads/2014/05/cap14-2-700px2.jpg

 

https://www.slideshare.net/JaquelineAlmeida26/aula-sobre-citologia-normal

 

Anatomicamente o colo do útero é dividido em endocérvice, parte interna, que constitui o canal cervical e ectocérvice, parte externa, que mantêm contato com a vagina. A endocérvice é revestida por uma camada única de células cilíndricas produtoras de muco – epitélio colunar simples, também chamado glandular.

A ectocérvice é revestida por um tecido de várias camadas de células planas – epitélio escamoso estratificado. Entre esses dois epitélios (colunar e escamoso), encontra-se a junção escamocolunar (JEC), que é uma linha que pode estar tanto na ecto como na endocérvice, dependendo da situação hormonal da mulher. Na infância e no período pós-menopausa, geralmente, a JEC situa-se dentro do canal cervical.

A junção escamocolunar (JEC) é o local onde o epitélio ectocervical encontra o epitélio endocervical. Essa junção é caracterizada por uma abrupta mudança de células escamosas estratificadas não queratinizadas para epitélio colunar simples.

A identificação da zona de transformação durante a coleta do exame citológico é de grande importância, pois é nessa região que se estabelecem a maioria das lesões precursoras do câncer de colo do útero. Nas mulheres, principalmente após a menopausa, o colo do útero diminui de tamanho, por ausência de estímulo hormonal, ocorrendo deslocamento da JEC para dentro do canal endocervical.

 

Citologia

 

O princípio básico da citologia é identificar as alterações na morfologia celular, observando-se o citoplasma e o núcleo das células coradas pela técnica de Papanicolau.

Amostra satisfatória é aquela que apresente células em quantidade suficiente, bem distribuídas, fixadas e coradas, de tal modo que sua visualização permita uma conclusão diagnóstica.

As características citoplasmáticas indicam o grau de diferenciação celular, que, quando se alteram, podem mostrar diferenças em sua quantidade e forma, coloração, apresentar vacuolizações, depósito anormal de proteínas como a queratina, entre outras.

O núcleo, por sua vez, quando se analisam o aspecto, a coloração, o tamanho e a forma da membrana nuclear, indica se a célula está normal, saudável ou se está́ sofrendo alterações inflamatórias, pré́-neoplásicas e até́ mesmo neoplásicas.

 

http://lnx.eurocytology.eu/sites/default/files/styles/max/public/images/2236_1427625351.png?itok=U2Ekh0Ro

 

https://www.eurocytology.eu/pt/course/1119

 

A presença de células metaplásicas ou células endocervicais (representativas da JEC) tem sido considerada indicador de qualidade da coleta, pelo fato de essa coleta objetivar a obtenção de elementos celulares representativos do local onde se situa a quase totalidade dos cânceres do colo do útero.

Para garantir uma boa representação celular do epitélio do colo do útero, o exame citopatológico deve conter amostra do canal cervical, preferencialmente, coletada com escova apropriada, e da ectocérvice, coletada com espátula tipo ponta longa (espátula de Ayre).

 

Aproveite visite o nosso site acessando o link e descubra os diversos produtos que a Maxi oferece.

Deixe seus comentários e sugestões para o próximo post. Até!

 

Referências

http://aps.bvs.br/aps/deve-se-repetir-o-citopatologico-quando-o-resultado-contem-apenas-representacao-do-epitelio-escamoso/
https://www.eurocytology.eu/pt/course/929
CONSOLARE, Márcia Edilaine Lopes; MARIA-ENGLER, Silvya Stuchi. Citopatologia Clínica Cérvico-Vaginal.Roca.
Qual sua dúvida ou comentário sobre esse conteúdo?

Os campos com (*) são obrigatórios e seu email não será publicado

Quer receber notícias sobre Concursos Abertos? Cadastre-se em nossa newsletter


Sobre nós

Somos o Instituto Maximize de Educação, uma empresa especializada na preparação de Apostilas em PDF e Cursos Online para Concursos Públicos e Vestibulares.

Saiba mais