fbpx

LibreOffice, BrOffice, OpenOffice entenda de uma vez por todas quais são as semelhanças e diferenças entre as versões “alternativas” ao Office da Microsoft

Por Carlos Alexandre Quiqueto 30 set 2016 - 8 min de leitura
8 min

Libreoffice, BrOffice, OpenOffice, Office, aprenda a diferença entre as suítes de aplicativos de escritório mais populares cobradas em editais.

 

 

libreoffice

Ao nos depararmos com um novo edital de um concurso, é quase certo que teremos que incluir em nosso programa de estudos uma das suítes (Pacotes) de programas de escritório. Na esmagadora maioria das vezes é o Office, da Microsoft, o pacote de programas padrão a ser cobrado nesses casos.

Mas, em inúmeras vezes, nos deparamos com versões alternativas do nosso querido office, e o que nesses casos nos deixa um pouco confusos é que ora nos deparamos com um LibreOffice daqui, ora com um BrOffice dali, OpenOffice, Apache OpenOffice…

Mas afinal, quais são as diferenças entre eles? O que possuem em comum? Qual é a correlação entre os aplicativos dessas Suítes de escritório com os aplicativos do “irmão” mais famoso?

 

LibreOffice, OpenOffice, BrOffice, são a mesma coisa?

 

 

 

programas Libreoffice

 

StarOffice, onde tudo começou

 

 

 

 

 

staroffice

Comecemos pelo StarOffice, conjunto de aplicativos desenvolvido pela Star Division (desenvolvedora de softwares alemã) em 1999 e comprado posteriormente pela Sun Microsystems (originalmente fabricante de computadores, semicondutores e software – criadora da grandiosa plataforma Java), que teve seu código-fonte liberado em 2000, sob licença GNU Lesser General Public License ou Licença Pública Geral Menor GNU.

A LGPL, ao contrário da GPL (Licença Pública Geral GNU) onde todo o código do programa é aberto, permite que você desenvolva programas “semiabertos” onde parte do código do programa está disponível e o restante das funções é proporcionada por alguns binários que não possuem seu código aberto.

A intenção era criar uma comunidade de desenvolvimento do programa, onde as pessoas poderiam contribuir com correções e melhorias, mais manter alguns módulos proprietários, como por exemplo um modulo que permitia ler arquivos do Office da Microsoft, o que faria as pessoas comprarem o programa ao invés de somente baixarem. Nascia aí o projeto OpenOffice.org.

 

O projeto OpenOffice.org

 

 

 

 

openoffice

 

Tendo obviamente a Sun como principal patrocinadora, tem seu site publicado ainda em 2000 e não demorou muito para empresas como Intel, Red Hat e Novel, além de ONG’s e agências governamentais apoiarem o desenvolvimento do projeto, seu site foi publicado em 13 de Outubro de 2000. A “Sun” então, tornou-se colaboradora e patrocinadora principal do recém lançado projeto.

Entretanto, várias organizações apoiaram o desenvolvimento como “Novell”, “Red Hat”, “Debian”, “Intel” e “Mandriva”. Também ONGs, agências governamentais deram seu auxílio.

E, evidentemente, como acontece com os projetos livres, houve um enorme número de contribuições independentes de voluntários pelo mundo todo. Até que em 2002, a tão esperada versão 1.0 do OpenOffice.org foi lançada, contando com os aplicativos Writer, Calc, Impress, Draw e Math.

Inicialmente atendia as plataformas MS Windows, Linux e Solaris, no ano seguinte sendo anunciada a versão para MacOS X. a partir da versão 1.1 de 2003, tinha capacidade de salvar arquivos em PDF e apresentações em flash (.SWF) e em sua versão 1.1.5 passou a adorar como padrão a extensão de arquivo OpenDocument Format (ODF).

 

BrOffice.org, a versão brasileira do projeto?

 

 

broffice

 

Não foi bem assim. No Brasil uma microempresa de comércio de equipamentos e prestação de serviços de informática do Rio de Janeiro, a BWS Informática, que havia registrado a marca “Open Office”, moveu um processo, sob a alegação de que o nome OpenOffice.org, embora não sendo exatamente igual, poderia causar confusão aos usuários. A solução foi alterar o nome do projeto brasileiro de OpenOffice.org.br para BrOffice.org.

Assim, em 25 de janeiro de 2006 o OpenOffice.org, apenas no Brasil passou a se chamar BrOffice.org. Foi anunciado oficialmente o lançamento da ONG BrOffice.org que passou a organizar as atividades da comunidade OpenOffice.org.br.

Apesar da mudança de nome, o BrOffice.org continuou representando o projeto OpenOffice.org internacional, com a garantia de todos os instrumentos jurídicos de proteção à marca BrOffice.org.

Como diferencial, O BrOffice.org 2.0.3, por exemplo, tem como destaque a inclusão das configurações dos modelos de etiquetas nacionais, os dicionários de separação silábica e de sinônimos e o dicionário de verificação ortográfica com mais de 1.400.000 palavras.

O BrOffice.org, antigo nome adotado, passou a ser conhecido apenas como BrOffice, sem o sufixo, a partir de sua versão 3.3. A mudança no nome deveu-se a bifurcação do projeto original, OpenOffice.org, que culminou na criação do LibreOffice, projeto ao qual o BrOffice alinhou-se, a partir de então.

No intuito de obter um desenvolvimento mais avançado, grande parte dos desenvolvedores do projeto original migraram exclusivamente para o LibreOffice, uma vez que se mostravam descontentes com o rumo dado pela Oracle ao projeto desde que a empresa adquiriu a Sun Microsystems, até então a principal patrocinadora.

Após a decisão da comunidade brasileira em extinguir a Associação BrOffice.org, uma ONG criada com o intuito de apoiar juridicamente a comunidade do OpenOffice.org no Brasil, concordou em adotar o nome LibreOffice, já adotado mundialmente pelo projeto, também para o projeto brasileiro.

Enfim, o LibreOffice

 

 

libreoffice-2

Em 2010, descontentes com os rumos tomados pelo projeto após a compra da Sun pela Oracle (empresa de softwares corporativos) um grupo de desenvolvedores decidiu se desvincular desta. Foi criado um “fork”, ou seja, uma ramificação independente do OpenOffice.

O novo projeto foi denominado LibreOffice. Também foi criada uma fundação independente, a The Document Foundation.

Uma outra mudança ocorrida na organização brasileira foi decisão de extinguir a ONG responsável pela manutenção do projeto até 05/2011, conforme assembleia realizada em 17/03/2011.

O que efetivamente mudou, na prática, foi apenas o nome da suíte, que manteve e melhorou as mesmas características das versões anteriores.

 

Apache OpenOffice

 

 

apache

Entretanto, a Oracle, em 1° de junho de 2011, doou a suíte, as marcas e os domínios para a Incubadora de projetos Apache.

O site Apache OpenOffice (Incubating) – http://incubator.apache.org/openofficeorg/ – foi criado em 2011 para acompanhar a transição.

Finalmente, após um longo trabalho de limpeza e otimização do código, em 2012, foi anunciada a primeira versão trabalhada pela equipe: Apache OpenOffice™ 3.4.

O trabalho foi complicado pois a preocupação era garantir um código totalmente livre, que segue os fundamentos e princípios da licença Apache.

Quem leva vantagem na corrida contra o Microsoft Office?

 

 

Os dois softwares em desenvolvimento até hoje, o LibreOffice e o Apache OpenOffice são gratuitos, de código aberto, com muitas funcionalidades em comum e alguns diferenciais.

A semelhança entre os programas se deve ao fato de todos eles serem oriundos do StarOffice.

Atualmente, o OpenOffice é mantido pela The Apache Software Foundation, e o LibreOffice pela The Document Foundation. As duas suítes são bem completas e possuem um bom suporte aos formatos proprietários do Microsoft Office.

O OpenOffice e LibreOffice são, basicamente, as mesmas suítes de escritório, sendo o segundo uma articulação do primeiro. A grande diferença é que o LibreOffice tem tido um desenvolvimento mais ativo e tem sido adotado por muitas distribuições Linux, enquanto que a Apache Software Foundation tem se esforçado para melhorar o OpenOffice.

 

Comparação entre aplicativos

 

Com exceção do Outlook, contido no pacote da Microsoft, praticamente todos os softwares mais populares do office tem uma versão alternativa correspondente em seus concorrentes gratuitos, com quase todas suas funcionalidades.

Segue abaixo um quadro comparativo com os programas mais utilizados de ambos os pacotes mais populares:

comparativo LibreOffice

 

Vantagens e desvantagens

 

Podemos citar como desvantagens do LibreOffice perante o MS Office, a falta de um visual amigável para editar configurações avançadas dos documentos, como Estilos, além de menus ultrapassados, sem os ícones grandes que facilitam a localização de recursos.

Em contrapartida, para alguns isso pode ser uma vantagem, principalmente àqueles que não se acostumaram com o menu Ribbon, visual adotado pelo Office a partir da versão 2007, e preferem um visual mais clássico.

O LibreOffice não possui suporte corporativo do desenvolvedor, já o office tem suporte técnico oferecido pela Microsoft além do aplicativo não ser tão estável quanto o do concorrente.

Já como vantagens, podemos citar o fato de ser gratuito para todos, ao contrário do office que possui um preço bastante elevado, principalmente para o mundo corporativo, além de ser compatível com os arquivos do Microsoft Office. Dentre eles, os criados nos formatos DOC, XLS, PPT, DOCX, XLSX, PPTX e dezenas de outros. Já o Office não trabalha muito bem com formatos de documentos alternativos, como os do LibreOffice.

E o Google Docs, podemos considera-lo na concorrência?

 

Outra opção é o Google Docs, dentre os 3 pacotes, o mais limitado quanto à quantidade de recursos disponíveis e o próprio poder de edição. Isso acontece, pois suas ferramentas suportam arquivos de no máximo 2 MB; sejam eles criados pelo próprio kit ou importados a partir de outros formatos, como os utilizados pelo Microsoft Office ou LibreOffice.

Por mais que o Office domine amplamente o mercado, tendo em vista que as suas ferramentas são referências em seu ramo de atuação, e dificilmente surgirá alguma que supere as suas funcionalidades, o LibreOffice, com suas constantes melhorias e revisões, vem cada vez mais ganhando adeptos, principalmente por ser uma ferramenta completa a que se propõe e gratuita a todos.

Ficamos por aqui, dúvidas e sugestões são sempre bem vindas.

 

Qual sua dúvida ou comentário sobre esse conteúdo?

Os campos com (*) são obrigatórios e seu email não será publicado

Comentários
  • Wilson 10 ago 2017

    Olá Carlos, Muito boa a sua postagem. Estou gostando do LibreOffice, principalmente por ter recursos como formulas usadas no MS Office, como Procv.

  • mm
    Maxi Educa 10 ago 2017

    Bom dia Wilson. Agradecemos sua participação em nosso blog e seu comentário. O LibreOffice é uma importante ferramenta que auxilia muitos usuários, sendo um tema muito exigido em concursos públicos. Realmente, ao contrário do que muitos pensam, o Libre Office conta com muitas ferramentas iguais ou semelhantes as presentes no MS Office. Caso tenha sugestões sobre informática, deixe-as aqui para passarmos ao nosso corpo de tutores. Aproveite e confira outras postagens sobre informática :) Acompanhe-nos nas redes sociais. Facebook: https://goo.gl/fgnB61 Instagram: https://goo.gl/xe1LmU YouTube: https://goo.gl/REyOiW

  • Marcos Peres 17 fev 2018

    Oi Carlos, quero lhe parabenizar pelo post. Estou pesquisando uma alternativa para o Office essa explicação foi extremamente valiosa e muito bem elaborada. Obrigado!

  • mm
    Maxi Educa 19 fev 2018

    Bom dia Marcos Agradecemos sua participação em nosso post e ficamos contentes que tenhamos contribuído para seus estudos. Continue melhorando seus estudos, acessando outros posts sobre Informática: http://blog.maxieduca.com.br/informatica/ Acompanhe-nos nas redes sociais. Facebook: https://goo.gl/fgnB61 Instagram: https://goo.gl/xe1LmU YouTube: https://goo.gl/REyOiW

  • Marcus Azevedo 21 abr 2018

    Parabéns pelo post. Conheço essa história pois acompanho desde 1999, quando tomei conhecimento do mundo Linux, e comecei a usar o Conectiva Linux 3. Nessa época conheci o StarOffice 5.1, que deu um trabalho monstro para instalar, devido ao meu pouco conhecimento, e depois veio o 5.2, já mais fácil... Depois acompanhei e usei o OpenOffice, BrOffice e Libreoffice, principalmente depois que abandonei definitivamente o Windows em 2010.

  • mm
    Maxi Educa 03 Maio 2018

    Bom dia Marcus. Obrigada pelo comentário. Realmente, como citado no Blog, a utilização do LibreOffice tem suas vantagens e desvantagens. Para quem se adaptou ao LibreOffice, não troca o visual clássico e a gratuidade da suíte, pelo menu Ribbon e os altos valores do MS Office. Continue acessando outros posts sobre Informática: http://blog.maxieduca.com.br/informatica/ Acompanhe-nos nas redes sociais. Facebook: https://goo.gl/fgnB61 Instagram: https://goo.gl/xe1LmU YouTube: https://goo.gl/REyOiW

  • Rogerio BP 31 Maio 2018

    Muito bom seus esclarecimentos; Uso muito as macros para realizar etapas rotineiras, entretanto a repartição pública em que eu trabalho, restringiu o uso da suite MS, logo compulsoriamente terei que me adaptar às suítes gratuitas. Alguma sugestão de tutoriais para desenvolver macros simples no Libre ou Open? O Sr. mencionou que a equipe Apache estaria empenhada em melhorar o Open, desconsiderando vantagens de compatibilidade com os formatos MS, o Open superaria o Libre em razão desse esforço da Apache? Obrigado pelos esclarecimentos presentes e futuros.

  • mm
    Maxi Educa 12 jun 2018

    Bom dia Rogério. Agradecemos o comentário e sua participação em nosso post. Segue um link onde você pode estudar como trabalhar com macros: https://documentation.libreoffice.org/assets/Uploads/Documentation/pt-br/OutrosDocs/programando-ooo-b.pdf Respondendo à sua pergunta sobre se o Libre Office supera o Apache Office, segue um link de um comparativo, falando exatamente disso: http://www.matsuura.com.br/2016/07/qual-melhor-suite-office-livre.html Acompanhe-nos nas redes sociais. Facebook: https://goo.gl/fgnB61 Instagram: https://goo.gl/xe1LmU YouTube: https://goo.gl/REyOiW

  • Gilberto K. da Veiga 26 jul 2018

    Prezado Carlos, boa publicação, gostei do teor com a história das suítes livres, bem como das dicas dos links de vocês e os que foram passados para o sr. Rogério BP. Atualmente, uso o LIbre Office e estou satisfeito, sendo que antes usava o MS Office que, com o menu Ribon, não estava agradando. Saudações.

  • mm
    Maxi Educa 26 jul 2018

    Bom dia Carlos. Obrigada por participar do nosso post e deixar aqui a sua experiência com o Libre Office. Fique de olho nos outros blogs sobre Informática, acessando: http://blog.maxieduca.com.br/informatica/ Acompanhe-nos nas redes sociais. Facebook: https://goo.gl/fgnB61 Instagram: https://goo.gl/xe1LmU YouTube: https://goo.gl/REyOiW

  • Ótima postagem 05 out 2018

    Adorei a postagem! Esclareceu-se muitas dúvidas sobre as diferenças entre os pacotes de programas. Muito obrigado.

  • mm
    Maxi Educa 08 out 2018

    Bom dia Jackson Obrigada por participar do nosso blog deixando aqui o seu comentário. De fato esses pacotes de programas sempre deixam dúvidas e ficamos contentes em conseguir ter trazido a diferença de modo preciso. Temos outros posts sobre Informática, basta acessar: https://blog.maxieduca.com.br/informatica/ Acompanhe-nos nas redes sociais. Facebook: https://goo.gl/fgnB61 Instagram: https://goo.gl/xe1LmU YouTube: https://goo.gl/REyOiW

  • halif 13 jun 2019

    O conteúdo é exelente, mas poderia libera a pagina pra da um CTRL+C kkkkkkkk

  • mm
    Maxi Educa 14 jun 2019

    Oi Halif, tudo bem!! Obrigado por deixar seu comentário em nosso post, nossa meta é passar algum tema de forma clara e objetiva para que todos entendam. Mais infelizmente não podemos disponibilizar nosso post!! Ah não se esqueça de nós acompanhar nas redes sociais. Facebook: https://goo.gl/fgnB61 Instagram: https://goo.gl/xe1LmU YouTube: https://goo.gl/REyOiW

  • Ana Maria 02 fev 2020

    Boa tarde! Por gentileza, gostaria de saber se é necessário trocar o meu Libreoffice pelo Windows 10. Eu sou uma simples usuária doméstica, não entendo muito bem desses programas, é muito complicado pra mim. Eu não quero comprar o Windows 10 porque acho um absurdo o preço, também não tenho condições de comprar. Grata

  • mm
    Maxi Educa 12 fev 2020

    Olá Ana Maria, tudo bem? Não é necessário, você pode continuar usando a versão do Microsoft Windows que já utiliza. Lembrando que Microsoft Windows 10 é um sistema operacional, e o LibreOffice trata-se de uma suíte de aplicativos livre para escritório. Um grande abraço e muito obrigado por seu comentário! Aproveite para nos acompanhar nas redes sociais: Facebook: https://goo.gl/fgnB61 Instagram: https://goo.gl/xe1LmU YouTube: https://goo.gl/REyOiW

  • Ludmila 10 jun 2020

    Boa noite, um curso de capacitação do BrOffice me capacita para lidar com o msoffice?

  • mm
    Maxi Educa 15 jun 2020

    Olá Ludmila, tudo bem?? O BrOffice é bem parecido com o MsOffise, muda muita pouca coisa pois são dois sistemas que de certa forma são concorrentes, o que muda nelas é que um é pago e o outro é gratuito. Um grande abraço e muito obrigado por seu comentário! Aproveite para nos acompanhar nas redes sociais: Facebook: https://goo.gl/fgnB61 Instagram: https://goo.gl/xe1LmU YouTube: https://goo.gl/REyOiW

Quer receber notícias sobre Concursos Abertos? Cadastre-se em nossa newsletter


Sobre nós

Somos o Instituto Maximize de Educação, uma empresa especializada na preparação de Apostilas em PDF e Cursos Online para Concursos Públicos e Vestibulares.

Saiba mais