Entenda tudo sobre a carreira de servidor público

servidor público
Por Matheus De Marchi 27 maio 2019 - 6 min de leitura
6 min

Muitas pessoas pensam em prestar concursos em busca de uma carreira estável, tranquila e com bons benefícios — e a profissão de servidor público proporciona tudo isso mesmo! Mas, é claro, também traz grandes responsabilidades.

É justamente sobre isso que vamos falar neste texto: as principais vantagens dessa carreira e os desafios da atuação. Além disso, vamos conversar um pouco sobre o dia a dia do funcionário público e como é o plano de carreira. Vamos lá?

 

Por que o funcionalismo público é uma carreira almejada?

 

Você pode encontrar no mercado diversos cursos preparatórios para concursos públicos. E não é à toa: os grandes exames de seleção são altamente concorridos. Afinal, a carreira do servidor público traz vantagens que despertam o interesse de muitas pessoas.

Os empregos estáveis, com jornadas atraentes e possibilidade de crescimento profissional são ainda mais almejados se considerarmos o mercado atual. A taxa de desemprego está alta, e o trabalho informal — muitas vezes em condições precárias — tem sido predominante no Brasil.

Por isso, vamos entender melhor os benefícios do funcionalismo público.

 

Estabilidade

A primeira vantagem da carreira é a estabilidade — e, provavelmente, essa é característica que mais atrai os concurseiros. Isso porque a maioria das vagas de concursos são para o regime estatuário, com condições de trabalho previstas pela Lei 8.112/90.

Entre elas, está a definição de que, após três anos de exercício, o servidor público só pode ser demitido se for responsabilizado por um crime contra a administração pública. Além disso, o estatuto prevê mais uma série de benefícios para lá de interessantes, como:

  • licença prêmio;
  • aposentadoria integral;
  • licenças maternidade e paternidade estendidas;
  • salários acima da média da iniciativa privada;
  • gratificações.

 

Jornada de trabalho moderada

Em geral, o servidor público tem uma jornada de trabalho menos desgastante do que o colaborador da iniciativa privada. O limite de horas semanais é 40 e, dependendo da vaga, o funcionário tem a flexibilidade de administrar essa carga horária conforme for necessário.

Sem contar que, como há uma carga fixa para a vaga, dificilmente o funcionário terá a necessidade de fazer hora-extra.

 

Possibilidade de crescimento profissional

Para completar, somando a jornada de trabalho menos desgastante à estabilidade na carreira, o servidor público consegue investir mais no seu crescimento profissional. Ele tem mais segurança para fazer planos no longo prazo, por exemplo, em comparação ao trabalhador privado.

Especializações, cursos livres e viagens, por exemplo, são objetivos que entram em jogo. Além disso, na própria profissão há a possibilidade de ascensão — vamos falar sobre isso daqui a pouco.

 

Quais são os principais desafios da profissão?

 

Parece o emprego dos sonhos, não é? Mas será que tudo são flores no funcionalismo público mesmo? É claro que não! Nessa jornada, é importante que você conheça os dois lados da moeda, certo? Veja abaixo!

 

Mudar realidades sociais

Responda rápido: você acha que o Brasil tem problemas sociais? Bem sabemos que sim. Nesse cenário, uma das maiores responsabilidades de um servidor público — e, talvez, a mais motivadora — é mudar realidades.

Isso nem sempre é fácil, já que os recursos financeiros são limitados e a burocracia, muitas vezes, é impeditiva. O servidor público acaba, não raro, sentindo-se de mãos atadas frente a certas dificuldades. No entanto, ele sabe que está fazendo o que está a seu alcance para melhorar a vida de muitas pessoas — seja entregando suas correspondências, resolvendo questões bancárias ou dando aulas.

 

Lidar com infraestrutura precária de trabalho

O servidor público é aquele que trabalha em órgãos de administração estatal, como você bem sabe. Agora, vamos ser sinceros, a infraestrutura nesses locais nem sempre é das melhores.

Nas escolas ou em um hospital público, por exemplo, faltam materiais, recursos, funcionários etc. Portanto, é comum que o profissional precise lidar com condições de infraestrutura que deixam a desejar.

 

Nepotismo

Já ouviu falar em nepotismo ou apadrinhamento político? Esse é um outro traço do funcionalismo público no Brasil. E não é nenhuma novidade: pessoas influentes usam seu poder para beneficiar parentes e amigos desde sempre. Nessa história, o servidor público, muitas vezes, perde oportunidades.

 

Como é o dia a dia de um servidor público?

 

Você já conhece as principais vantagens do funcionalismo público, além dos grandes desafios da profissão. Mas como é o dia a dia de um servidor? Será mesmo tão tranquilo como pintam por aí?

Bem, uma coisa é certa: papéis e mais papéis não vão faltar. Muitas vezes, a burocracia fará parte da rotina de um funcionário público. Afinal, estamos falando de “setores” de uma grande empresa com mais de 209 milhões de clientes: a população brasileira.

Então, imagine como os trâmites legais e atos administrativos precisam ser detalhados e encaminhados por dezenas de etapas. Além disso, é comum que o servidor público seja familiarizado com vários processos e funções dentro do seu órgão de atuação.

Por isso, prepare-se para aprender bastante. Para completar, a rotina do servidor público deve ser muito alinhada aos princípios da carreira e seu principal propósito — que está até no nome: servir a população.

Então, no dia a dia, é preciso lidar com pressões, ser transparente e exercitar muito a empatia. Um objetivo diário nessa carreira é equilibrar a rotina, sabendo que tudo isso impacta diretamente a vida das pessoas.

 

E como é o plano de carreira?

 

Para completar este post, também queremos explicar um pouco sobre como funciona o plano de carreira. Até porque algumas pessoas podem ficar com a impressão de que, depois que o concurseiro consegue a vaga, ele fica lá para sempre com as mesmas responsabilidades. Já adiantamos que não é assim, não. Dê uma olhada nas possibilidades!

 

Progressão horizontal

Apesar de não “sair trocando de vaga”, o servidor pode crescer em um determinado setor até atingir o teto de função — o que pode levar de 15 a 30 anos. Por isso, dizemos que no funcionalismo público a progressão é horizontal: você evolui, mas dentro da mesma carreira.

Isso ocorre de duas formas: por tempo de experiência e por desempenho. Normalmente, as progressões acontecem em intervalos mínimos de 12 ou 18 meses, em que o servidor assume novas funções dentro da mesma carreira, mas com responsabilidades e remunerações diferentes.

 

Aumento de salário

Como acabamos de dizer, quando o servidor tem uma progressão, ele também recebe um rendimento maior. Essa é uma das formas de aumento salarial, mas o valor na folha de pagamento também pode aumentar por mérito ou por propostas de lei para reajuste da categoria.

E aí, entendeu um pouco melhor como é a carreira de servidor público? Como vimos, a profissão tem vantagens muito interessantes, ainda mais no cenário atual brasileiro, mas também tem desafios importantes no dia a dia.

Quer aprender mais? Então, assine a nossa newsletter! Assim, avisaremos por e-mail sobre novos conteúdos relacionados aos concursos públicos e à carreira de servidor!

Qual sua dúvida ou comentário sobre esse conteúdo?

Os campos com (*) são obrigatórios e seu email não será publicado

Quer receber notícias sobre Concursos Abertos? Cadastre-se em nossa newsletter


Sobre nós

Somos o Instituto Maximize de Educação, uma empresa especializada na preparação de Apostilas em PDF e Cursos Online para Concursos Públicos e Vestibulares.

Saiba mais