fbpx

Estude Traumatologia Legal e decifre os tipos de energia de ordem nas questões do seu concurso

Por Paula Bidoia 27 jun 2018 - 3 min de leitura
3 min

Na quarta jurídica de hoje vamos focar em Traumatologia. O motivo dessa nossa preocupação se deve aos inúmeros concursos que estão abertos e exigem o conhecimento desse assunto.

O que causa dúvidas entre os concurseiros é conseguir identificar dentro da Traumatologia, os tipos de energia de ordem.

Sem mais delongas vamos tratar as diferenças entre elas, mas antes fique com algumas breves considerações sobre a Traumatologia.

O que é a Traumatologia?

A Traumatologia é responsável pelo estudo das lesões e estados patológicos que são causados pela violência sobre o corpo humano. Relaciona-se com o estudo das diversas modalidades de energias causadoras desses danos.

Divisão das energias de ordem

A Traumatologia é responsável pelo estudo das lesões e estados patológicos que são causados pela violência sobre o corpo humano.

a) Energia de ordem mecânica: aqui temos o uso de armas, como por exemplo os revólveres, punhais, que são as armas propriamente ditas. Além disso, temos ainda as armas eventuais que são a navalha, foice, machado, entre outras.

Como você mata a charada da questão, pense que se usou algum tipo de arma, só pode ser energia de ordem mecânica.

Classificação dos instrumentos mecânicos de acordo com a ação:

1- Cortante

2- Contundente

3- Perfurante

4- Pérfurocortante

5- Pérfurocontundente

6- Cortocontundente

7- Lácerocontundente

b) Energia de ordem física: são estudadas as lesões causadas por meio de uma ação que seja capaz de alterar o estado físico dos corpos. Aqui os casos mais encontrados são de temperatura, pressão atmosférica, eletricidade, radioatividade, luz e som.

c) Energia de ordem química: nesta parte o estudo é voltado para todas as substâncias que utilizam-se da ação física, química ou biológica e que podem causar danos à vida da pessoa se entrar em contato com os tecidos vivos. Pelo próprio nome fica mais fácil entender os casos mais corriqueiros, que são o envenenamento, além das substâncias caústicas.

d) Energias de ordem físico-química: neste tipo de energia encontramos elementos que impedem a passagem do ar pelas vias respiratórias, alterando inclusive a composição bioquímica do sangue, a esse fenômeno damos o nome de asfixia. O indivíduo pode inclusive falecer quando o sangue venoso é transformado em sangue arterial.

As asfixias podem ocorrer por diversos meios, como por exemplo, afogamento, esganadura, confinamento, entre outros.

Que tal tomar uma água e dar uma respirada? Estamos falando de traumatologia então não vá pensar que é moleza, mas pode confessar que sua vida já ficou muito mais fácil, não é verdade?!

Vamos retomar então…

e) Energias de ordem bioquímica: as energias de ordem bioquímica são aquelas que se manifestam através de uma ação combinada (química e biológica), atuando lesivamente de modo negativo ou positivo, levando em consideração as condições orgânicas e de defesa de cada indivíduo. Aqui o caso mais corriqueiro são as perturbações alimentares, distinguindo-se da ação que o veneno causa se em contato com o ser humano.

f) Energias de ordem biodinâmica: ocorrem por quadros complexos resultantes de múltiplos fatores. É aqui que entra o estudo da síndrome chamada de choque, síndrome da falência múltipla de órgãos e a coagulação intravascular disseminada.

g) Energias de ordem mista: como o próprio nome diz, temos um misto de energias. Compreende-se determinados grupos de ação que causam lesões corporais ou de morte, analisados na causalidade de dano. As doenças profissionais e os acidentes de trabalho estão nesse tipo de energia, destacando-se a fadiga, algumas doenças parasitárias e todas as formas de sevícias.

Pronto galera, está vendo só como não doeu nada estudar traumatologia e melhor ainda conseguir diferenciar os tipos de energia?!

Interaja conosco deixando aqui o seu comentário e claro, compartilhe a vontade para ter salvo ai com você sua fonte de conhecimento.

Referências Bibliográficas:

França, Genival Veloso de. Medicina legal / Genival Veloso de França. – 10. ed. – Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2015.

 

 

 

Qual sua dúvida ou comentário sobre esse conteúdo?

Os campos com (*) são obrigatórios e seu email não será publicado

Comentários
  • Branca 21 mar 2019

    SImplesmente. Obrigada!

  • mm
    Maxi Educa 22 mar 2019

    Olá Branca, Bom Dia!! Obrigado por deixar seu comentário em nosso post, nossa meta é passar algum tema de forma clara e objetiva para que todos entendam. Acompanhe-nos nas redes sociais. Facebook: https://goo.gl/fgnB61 Instagram: https://goo.gl/xe1LmU YouTube: https://goo.gl/REyOiW

  • Nathalli 22 Maio 2020

    Na parte de ordem de energia físico-químico, no final diz que:" O indivíduo pode vir a falecer quando o sangue venoso é transformado em sangue arterial." A minha dúvida é o seguinte: não seria sangue arterial transformado em sangue venoso, uma vez que o sangue arterial é rico em O2 e o venoso rico em CO2; sendo que a asfixia gera uma hipoxemia?

  • mm
    Maxi Educa 23 Maio 2020

    Olá Nathalli, tudo bem? A finalidade do nosso blog é meramente informativa. No presente caso necessário se faz a consulta à um profissional especializado no assunto para lhe auxiliar. Obrigado por deixar seu comentário em nosso post. Ah não se esqueça de nós acompanhar nas redes sociais. Facebook: https://goo.gl/fgnB61 Instagram: https://goo.gl/xe1LmU YouTube: https://goo.gl/REyOiW

Quer receber notícias sobre Concursos Abertos? Cadastre-se em nossa newsletter


Sobre nós

Somos o Instituto Maximize de Educação, uma empresa especializada na preparação de Apostilas em PDF e Cursos Online para Concursos Públicos e Vestibulares.

Saiba mais